(31) 3284-3223 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
O GOSTO RUIM QUE PODE TER UM BEIJO

O GOSTO RUIM QUE PODE TER UM BEIJO

Os dias de folia estão se aproximando e a contagem regressiva para o descanso e diversão já começou, a gente sabe. O que nem todo mundo sabe é que a famosa azaração, clima de paquera e “ficadas” (como dizem os jovens), o “beijar muito”, é um comportamento que pode ter algumas consequências inesperadas para a saúde bucal e até corporal. Sem querer privar ninguém da folia, mas sem também não deixar de aconselhar, seguem nossas orientações.   É o beijo que transmite doenças? Não, definitivamente não é (inclusive, beijar mexe com os músculos da face, com os batimentos cardíacos, diminui o hormônio do estresse e tem outros benefícios para a saúde; beijar é bom, né gente?). Mas, como nem tudo na vida são flores, o beijo é nada mais que uma troca de salivas. Se alguma das pessoas estiverem com vírus ou bactérias presentes na saliva, irá acabar contaminando a outra pessoa que não tem nada.   Principais doenças transmitidas pelo beijo Na possibilidade de contaminação de vírus, bactérias ou fungos pela saliva trocada durante o beijo, a gente torce para que a imunidade da pessoa infectada esteja alta e combata o ser estranho. Caso o micro-organismo vença a “batalha” contra nossas células de autodefesa, certas doenças podem se desenvolver na pessoa, como herpes labial, cárie, mononucleose, HPV, meningite, sífilis, hepatite A, candidíase, gripes ou resfriados, catapora, caxumba dentre outras.   Mononucleose, a “doença do beijo” Sem deixar de lado as doenças citadas, vamos falar um pouco mais da mononucleose, enfermidade que tem sido registrada com maior frequência e merece uma atenção a mais. Como dito, ela é contagiosa,...
IMPLANTES DENTÁRIOS: NÃO TENHA MEDO DE SORRIR

IMPLANTES DENTÁRIOS: NÃO TENHA MEDO DE SORRIR

A falta de um dente na boca significa desconfortos estéticos e sociais que uma pessoa passa, como também dificuldades na mastigação correta que ela faz de alimentos. Na dúvida por qual opção para corrigir o problema, o implante dentário é uma ótima alternativa por ser a restauração que mais se assemelha a um dente natural. A Mr. Clean preparou alguns posts aqui no blog para você saber mais sobre o tratamento, confira a seguir.   O que são implantes dentários Os implantes dentários são suportes ou estruturas de metal colocadas, por meio de cirurgia, no osso maxilar da gengiva. Quando posicionados, eles permitem que o dentista monte dentes substitutos sobre eles. Os implantes dentários são nada mais que “raízes” artificiais implantadas na mandíbula e maxila. Seus pinos são feitos em titânio comercialmente puro e se parecem com parafusos.   Quando usar um implante dentário É recomendável utilizar um implante dentário quando o paciente possui um bom estado de saúde geral e condições específicas que possibilitam a instalação do mesmo. Portanto, é necessário que o paciente tenha quantidade e qualidade óssea satisfatória para receber os pinos. Ele é recomendado em caso de perda de um ou mais dentes; na falta de confiança ao rir ou falar; dificuldade na mastigação por causa da perda de retenção da prótese total; chance de perder uma prótese fixa (quando um ou mais dentes naturais se enfraquecem e se movem); risco de perda dos dentes devido a doenças na gengiva; perda de retenção da dentadura (prótese total) ou parcial (roach); fraturas envolvendo a raiz do dente.   Por que implante dentário e não prótese fixa?...
BEBA ÁGUA PARA HIDRATAR E CUIDAR DA SAÚDE BUCAL

BEBA ÁGUA PARA HIDRATAR E CUIDAR DA SAÚDE BUCAL

No calorão que tem feito, ter mais sede é normal e até bom para o corpo se manter hidratado e a saúde bucal fortalecida. Hum? “O que a saúde bucal tem a ver com a hidratação corporal?”, você deve ter se perguntado. Pois  saiba que assim como o corpo precisa de água para sobreviver (cerca de 65% do corpo humano é composto por água), a saúde bucal também precisa deste líquido inodoro, transparente e refrescante para manter as funções vitais da boca. A seguir a gente te explica com mais detalhes. Seu corpo desidrata fácil Pura verdade o que o título diz e a gente é que não percebe isso ao longo de 24 horas. Nos dias quentes que temos vivido, a perda de líquidos corporais é maior porque o corpo libera mais calor para regular a temperatura, o que gera mais transpiração (suor) e assim água e sais minerais são liberados com mais intensidade pela pele. Como autodefesa, o organismo pede mais água (aquela sede enorme que dá na gente) para repor tudo o que foi perdido e manter o metabolismo em equilíbrio.   A vilã, a boca seca Em se tratando de saúde bucal, quando o corpo começa a ficar desidratado a boca fica seca, com pouca saliva e um início de desconforto que pede a ingestão de líquido para amenizar. Aqueles que sofrem com este incômodo frequente, a xerostomia (quem faz uso diário de medicamentos, principalmente os idosos) sabem do que estamos falando. E do perigo que é não manter a boca hidratada. A saliva é formada por cerca de 99% de água e seu restante...