(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br

5 PERGUNTAS IMPORTANTES SOBRE A GENGIVITE

5 PERGUNTAS IMPORTANTES SOBRE A GENGIVITE

Gengiva mais inchadinha, doendo na hora de comer algo ou, principalmente, de escovar os dentes. E quando sangra e você cospe na pia a espuma da pasta de dente avermelhada, num dá uma certa preocupação? Pois saiba que se cuidar para evitar ou então tratar direitinho com o dentista, a Gengivite não vira um problema maior capaz de atrapalhar sua rotina. Se liga nas cinco perguntas que preparamos no texto de hoje.

 

1- O que caracteriza a Gengivite?

A Gengivite é uma inflamação da gengiva que, se não for tratada, compromete um ou mais dentes. Ela ocorre quando a placa bacteriana se acumula na superfície dos dentes e fica depositada no sulco gengival (espaço entre a gengiva e os dentes). Quando em estágio avançado, a Gengivite afeta o osso e tecido alveolar onde os dentes se fixam.

 

2- Mas quais são as possíveis causas da Gengivite?

Qualquer pessoa pode passar por um quadro de Gengivite, até porque sua causa é oriunda de diferentes fatores. O mais comum é a higiene bucal precária (ou é escassa ou incompleta). Outros fatores causadores são: fumo; diabetes; baixa imunidade; boca seca; velhice; uso de certos medicamentos; mudanças hormonais (gravidez, menstruação, uso de anticoncepcionais); carência de vitaminas; infecções (virais ou fúngicas); uso de aparelhos bucais mal higienizados ou encaixados; reação alérgica.

 

3- Que sintomas ela provoca?

Às vezes acontece do indivíduo que tem a Gengivite não sentir dor (e assim nem suspeitar que está com a inflamação). Aqueles que ficam incomodados, é porque sentem ou notam algum dos seguintes sintomas: gengiva mais vermelha que o normal; inchaço; sensibilidade maior nos dentes e gengiva; sangramentos ocorrendo na hora da escovação ou quando usam o fio dental; gengivas se separam ou se afastam dos dentes; dentes se encaixando de forma diferente; mau hálito constante ou gosto ruim na boca.

 

4- Quando a Gengivite vira Periodontite?  

A Gengivite é a primeira fase da doença periodontal. Portanto, se a Gengivite não for tratada corretamente e a tempo, ela pode sim se agravar e virar uma Periodontite. Quando o paciente tem uma Periodontite, o quadro dele é mais grave, pois ela compromete os tecidos ao redor do dente (ou seja, a área periférica ao dente) que dão sustentação a estes, além da reabsorção óssea, retração da gengiva e, como consequência a mobilidade e perda dos dentes.

Um ponto de atenção importante sobre a Periodontite é que ela pode evoluir para uma Endocardite Bacteriana, isto é, as bactérias das bolsas periodontais podem se espalhar na corrente sanguínea, indo parar nas válvulas cardíacas do paciente, comprometendo a circulação do sangue em todo o corpo, além do funcionamento do coração.

 

5- Como é a prevenção?

Para se prevenir da Gengivite, o caminho é caprichar na higiene bucal diária, escovando direito todos os dentes, língua, gengivas, paredes internas e céu da boca. O uso do fio dental (pelo menos uma vez ao dia ou então antes de dormir) e do enxaguante bucal (quando indicado pelo dentista) também têm atuação neste processo de eliminar as bactérias que ainda ficaram após a escovação.

Outra atitude essencial para evitar a Gengivite é fazer as visitas regulares ao dentista (se não der de 06 em 06 meses, pelo menos uma vez ao ano), só ele poderá falar se você é um paciente dentro do grupo de risco para a doença (fumante, idoso, gestante etc). Estar em dia com o dentista ajuda a prevenir não só a Gengivite, mas vários outros incômodos, por isso a Mr. Clean faz o PAP com os pacientes, o Programa de Acompanhamento Preventivo.

Como já é comprovado que Gengivite e Periodontite podem ter causas por predisposição familiar, melhor mesmo é cada um fazer a parte que lhe cabe e ter uma vida mais tranquila e saudável, não? Para qualquer dúvida ou desconforto bucal, passa aqui na nossa clínica, queremos te ajudar a sorrir mais pra vida!

Você também pode gostar de:


CUIDAR DOS DENTES AJUDA NOS EXERCÍCIOS FÍSICOS

CUIDAR DOS DENTES AJUDA NOS EXERCÍCIOS FÍSICOS

O título do texto de hoje parece chamada sensacionalista. Mas não é, ele realmente fala de algo real. É que muitas pessoas não associam o fato da saúde bucal interferir na saúde corporal, logo, no desempenho de uma pessoa na hora dela praticar atividades físicas. Vamos explicar, nas linhas adiante, mais sobre o tema.   Como a saúde bucal interfere no treino Estudos comprovam que caso um atleta possua...
Dentes de leite

Dentes de leite

Você sabia que a saúde bucal do bebê começa na barriga da mãe? O programa de acompanhamento preventivo (PAP), garante a orientação correta quanto a higiene bucal do bebê e etapas de evolução dos dentes de leite. Se você tem uma criança de 0 a 17 esse programa é ideal para você. A Mr. Clean preparou 9 dicas sobre os dentes de leite. Clique aqui e descubra mais!  ...
A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

Tem hora que ao atendermos pacientes reclamando de alguma dor de dente, coincide deles falarem que haviam passado por um momento de estresse emocional horas antes do dente começar a doer. Ou que a rotina está muito puxada. Qualquer que seja o motivo, se ele está ligado à saúde emocional de uma pessoa, com certeza o desequilíbrio desta saúde pode afetar a saúde bucal. Nas próximas linhas a gente...
SORRISOS BRANCOS E APAIXONADOS

SORRISOS BRANCOS E APAIXONADOS

Na semana dos Namorados, resolvemos falar sobre amor. Não, espera, vamos falar sobre os sorrisos que o amor provoca. Todo indivíduo apaixonado sai por aí sorrindo à toa, espalhando alegria, num é mesmo? Agora imagine quando essa pessoa tem um sorriso branco? Ela sorri ainda mais, segura de si e atraindo olhares e outros sorrisos. O amor está no ar e os sorrisos com dentes brancos estão aqui no...
Como os alimentos podem ajudar no combate à cárie

Como os alimentos podem ajudar no combate à cárie

A cárie é uma doença bastante comum que acomete a saúde bucal de muitos brasileiros. Ela acontece devido a insuficiência de proteção, gerando um desequilíbrio químico e ocasionando a cavidade. Para combatê-la, sabemos que a higiene bucal é essencial. Mas o que poucos sabem é que ela também pode ser controlada com a alimentação. É isso mesmo! Acompanhe conosco a seguir para descobrir como e aplique essas novas dicas...
O GOSTO RUIM QUE PODE TER UM BEIJO

O GOSTO RUIM QUE PODE TER UM BEIJO

Os dias de folia estão se aproximando e a contagem regressiva para o descanso e diversão já começou, a gente sabe. O que nem todo mundo sabe é que a famosa azaração, clima de paquera e “ficadas” (como dizem os jovens), o “beijar muito”, é um comportamento que pode ter algumas consequências inesperadas para a saúde bucal e até corporal. Sem querer privar ninguém da folia, mas sem também...