(31) 3284-3223 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br

ARRAIÁ BOM E QUE NÃO PREJUDICA OS DENTES

ARRAIÁ BOM E QUE NÃO PREJUDICA OS DENTES

Junho é o mês das festas juninas (que se estendem para o mês de julho), época de todo mundo se esbaldar dos deliciosos quitutes juninos. O desejo de saciar a vontade de comer os doces e salgados típicos é enorme, a gente sabe. Outra coisa que a gente sabe são os cuidados que devemos ter com os dentes nos dias de festa, vale a pena conhecer.

 

Não deixe o açúcar puxar a quadrilha das cáries

 

Além dos irresistíveis doces, é comum beber refrigerante para acompanhar as comidas. Nós aconselhamos trocar o refri por suco natural ou por água. Isso porque assim como o açúcar dos doces, o refrigerante também descalcifica o esmalte do dente, o que favorece o desenvolvimento de cáries. Em último caso, faça pelo menos um bochecho com água para evitar que o açúcar fique muito tempo nos dentes.

 

Evite o forró de complicações bucais

 

A farra não é só sua, ela é também das bactérias que produzem cáries, como falamos. Outros desconfortos que podem surgir são as fraturas de dentes ou inflamações na gengiva. Grande maioria dessas implicações são causadas devido aos alimentos crocantes típicos da festa: pé-de-moleque, maçã do amor, pipoca, amendoim, cocada, entre outros. Pra um pedacinho destes alimentos agarrar na gengiva e inflamar (a ponto de dar abcesso) não custa nada.

 

Reverência junina de atenção para quem usa aparelho

 

E também para quem tem prótese dentária. São pessoas que devem realmente evitar alimentos duros, como o amendoim, maçã do amor ou pé-de-moleque. A textura endurecida pode quebrar os braquetes ou a prótese, comprometendo o tratamento. O milho cozido é outro que exige cautela, ele gruda no vão dos dentes e fica complicado de remover em quem usa aparelho, o ideal é retirar os grãos de outra forma e comer com moderação.

 

Depois da festança, hora de cuidar dos dentes

 

Assim que você chegar da festa junina, escove os dentes! Se você estiver indo dormir, mais um motivo para higienizar corretamente a boca e evitar os transtornos que citamos. Use corretamente a escova, o creme dental e o fio dental (se quiser, finalize com um enxaguante bucal).

 

E se ficou algum incômodo nos dentes, língua, gengiva ou boca após essa temporada junina, não deixe de visitar um dentista. Aqui na Mr. Clean vamos adorar ajudar você e sua família, inclusive tirando dúvidas sobre qualquer tipo de medidas de prevenção e cuidado à saúde bucal. Então capricha no arrasta pé e sorria nas festas juninas com muita alegria e saúde!

Você também pode gostar de:


O BÁSICO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE AFTAS

O BÁSICO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE AFTAS

Começa com um leve incômodo em uma parte minúscula da boca. Aí esse desconforto evolui e de repente.. apareceu uma afta! Bom, as aftas não aparecem sem causa, uma mordida errada na bochecha ou lábios e o uso de aparelhos fixos também podem ocasionar seu aparecimento. Os fatores provocadores variam e merecem atenção, acompanhe a seguir.   Primeiro, o que é uma afta?   Também chamada de estomatite aftosa recorrente EAR), a afta é uma lesão (úlcera) oval esbranquiçada (ou amarelada) que pode surgir em qualquer parte da boca – língua, lábios, gengiva, garganta. As aftas não possuem pus, bactérias ou sinal de infecção; variam de tamanho e geralmente são bem dolorosas.   Quais são suas causas?   Variam, por isso é importante se informar. Tem hora que uma afta pode aparecer por causa que a pessoa ingeriu certos tipos de alimentos (veremos adiante quais); devido a deficiências de ferro e vitaminas no corpo (como B9, B6 ou B12); em virtude de estresse emocional ou traumas locais na boca (um machucadinho que virou afta); quando a pessoa sofre com distúrbios gastrointestinais (como doença celíaca, de Crohn).   As etapas de uma afta   O ciclo da estomatite aftosa recorrente, vulgo afta, não é definido, depende muito da resposta do organismo. Geralmente inicia com um desconforto na mucosa da boca que, de 24 a 48 horas depois, pode apresentar um ponto avermelhado. Se ela continuar a evoluir, seu núcleo fica esbranquiçado e ao amadurecer, a ferida surge no centro da lesão. É comum seu desaparecimento ocorrer em sete dias (sem tratamento algum).   Como tratar   Se a afta persistir...
Alimentos contra a cárie?

Alimentos contra a cárie?

Da mesma forma que existem os alimentos que favorecem a cárie (carboidratos, doces, refrigerantes etc), existem aqueles que ajudam no combate a esta doença. Estamos falando dos alimentos que ajudam a produzir a saliva. Este liquidozinho espumoso que temos na boca, que aumenta quando vemos algo saboroso, é extremamente importante no processo digestivo. A saliva é responsável por lubrificar e diluir o alimento, além de proteger contra bactérias e umedecer a boca. Ela é produzida pelo próprio corpo e certos alimentos favorecem sua produção. Em meio às frutas, você pode ingerir maçã, pera, mamão ou frutas ácidas, como laranja, abacaxi e limão. As pessoas que não possuem problemas com a ingestão de frutas ácidas podem comer sem riscos para melhorar a produção salivar. Dentre as opções de verduras e leguminosas, coma cenoura crua, espinafre, pepino, rúcula, agrião, aspargos, salsão e hortelã. Até o jiló – que deixa poucas pessoas com água na boca – favorece a salivação. É aconselhável o consumo desses alimentos na terceira idade, já que muitos idosos reclamam de ‘boca seca’. A saliva atua no combate à cárie ao ajudar na “lubrificação” da nossa boca, melhorando nossa capacidade de auto limpeza. Entretanto a saliva não ajuda a limpar entre os dentes, para isso é essencial o uso do fio dental e de uma escovação feita de maneira correta. E por que estamos falando disto tudo? Sabemos que vocês estão curtindo as festas juninas para comer pipoca, canjica, milho cozido, pé de moleque, cocada e várias delícias ricas em açúcar e que costumam “grudar” nos dentes, um prato cheio para a cárie. Então aproveitem os arraiás e...
Endocardite Bacteriana: Cuide do seu Coração

Endocardite Bacteriana: Cuide do seu Coração

No post anterior explicamos sobre a Odontologia do Esporte, área que trata a saúde bucal de um atleta profissional. Hoje é Dia do Cliente e relacionaremos um pouco a Odontologia do Esporte com um assunto muito importante, falaremos sobre a endocardite, doença de causa bacteriana que já levou atletas profissionais e não profissionais à morte, infelizmente. Confira abaixo o que fazer para evitá-la. Como ela ocorre A chamada endocardite bacteriana acontece quando uma bactéria atinge a válvula do coração ou do endocárdio, ou seja, o músculo do coração. No local onde a bactéria se aloja, ela passa a criar um ninho, o que gera uma destruição gradativa da válvula do coração, além de se espalhar para o resto do corpo, podendo afetar qualquer parte. As pessoas que possuem problema congênito na formação do endocárdio ou que já sofreram com alguma alteração na válvula do coração, têm grandes chances de desenvolver a doença. Sem estas características, fica mais difícil da bactéria alojar no coração e ali criar uma colônia de bactérias por causa da velocidade normal do fluxo sanguíneo, que acaba “limpando” o local. A relação dela com a odontologia Vários agentes vivem na boca, alguns deles em plena harmonia, outros nem tanto. Quando algum destes agentes – como por exemplo a bactéria da cárie ou a bactéria que causa doença periodontal – entram no organismo e chegam até o coração que é vulnerável (endocárdio ou válvula sensíveis), acontece a endocardite bacteriana. Portanto, a causa da doença está diretamente ligada ao descuido com a saúde bucal. É ideal que antes de realizar tratamentos dentários mais invasivos alguns pacientes façam uma...
BEBA ÁGUA PARA HIDRATAR E CUIDAR DA SAÚDE BUCAL

BEBA ÁGUA PARA HIDRATAR E CUIDAR DA SAÚDE BUCAL

No calorão que tem feito, ter mais sede é normal e até bom para o corpo se manter hidratado e a saúde bucal fortalecida. Hum? “O que a saúde bucal tem a ver com a hidratação corporal?”, você deve ter se perguntado. Pois  saiba que assim como o corpo precisa de água para sobreviver (cerca de 65% do corpo humano é composto por água), a saúde bucal também precisa deste líquido inodoro, transparente e refrescante para manter as funções vitais da boca. A seguir a gente te explica com mais detalhes. Seu corpo desidrata fácil Pura verdade o que o título diz e a gente é que não percebe isso ao longo de 24 horas. Nos dias quentes que temos vivido, a perda de líquidos corporais é maior porque o corpo libera mais calor para regular a temperatura, o que gera mais transpiração (suor) e assim água e sais minerais são liberados com mais intensidade pela pele. Como autodefesa, o organismo pede mais água (aquela sede enorme que dá na gente) para repor tudo o que foi perdido e manter o metabolismo em equilíbrio.   A vilã, a boca seca Em se tratando de saúde bucal, quando o corpo começa a ficar desidratado a boca fica seca, com pouca saliva e um início de desconforto que pede a ingestão de líquido para amenizar. Aqueles que sofrem com este incômodo frequente, a xerostomia (quem faz uso diário de medicamentos, principalmente os idosos) sabem do que estamos falando. E do perigo que é não manter a boca hidratada. A saliva é formada por cerca de 99% de água e seu restante...
ARRAIÁ BOM E QUE NÃO PREJUDICA OS DENTES

ARRAIÁ BOM E QUE NÃO PREJUDICA OS DENTES

Junho é o mês das festas juninas (que se estendem para o mês de julho), época de todo mundo se esbaldar dos deliciosos quitutes juninos. O desejo de saciar a vontade de comer os doces e salgados típicos é enorme, a gente sabe. Outra coisa que a gente sabe são os cuidados que devemos ter com os dentes nos dias de festa, vale a pena conhecer.   Não deixe o açúcar puxar a quadrilha das cáries   Além dos irresistíveis doces, é comum beber refrigerante para acompanhar as comidas. Nós aconselhamos trocar o refri por suco natural ou por água. Isso porque assim como o açúcar dos doces, o refrigerante também descalcifica o esmalte do dente, o que favorece o desenvolvimento de cáries. Em último caso, faça pelo menos um bochecho com água para evitar que o açúcar fique muito tempo nos dentes.   Evite o forró de complicações bucais   A farra não é só sua, ela é também das bactérias que produzem cáries, como falamos. Outros desconfortos que podem surgir são as fraturas de dentes ou inflamações na gengiva. Grande maioria dessas implicações são causadas devido aos alimentos crocantes típicos da festa: pé-de-moleque, maçã do amor, pipoca, amendoim, cocada, entre outros. Pra um pedacinho destes alimentos agarrar na gengiva e inflamar (a ponto de dar abcesso) não custa nada.   Reverência junina de atenção para quem usa aparelho   E também para quem tem prótese dentária. São pessoas que devem realmente evitar alimentos duros, como o amendoim, maçã do amor ou pé-de-moleque. A textura endurecida pode quebrar os braquetes ou a prótese, comprometendo o tratamento. O milho...
AS VANTAGENS DO APARELHO SER INVISÍVEL

AS VANTAGENS DO APARELHO SER INVISÍVEL

Uma das novas febres do sorriso das celebridades (modelos, dançarinas, repórteres, apresentadores, influenciadores digitais, atores) é o tratamento ortodôntico escolhido por eles, o aparelho invisível. E não precisa ser nem uma pessoa de fama para usar um aparelho discreto, aqueles que possuem um trabalho em que a apresentação pessoal é importante, estão aderindo à moda. Saiba o porquê nas linhas a seguir. Como assim, aparelho invisível? Sim, invisível porque ele é discreto: as placas transparentes são quase imperceptíveis quando colocadas na boca. Conhecido também como ‘Alinhadores Invisíveis’, é um tratamento indicado em casos simples de ortodontia: dente torto até 4 milímetros; espaço de 3 a 4 milímetros entre os dentes; intrusão; extrusão e desvio de linha média. Ele tem feito sucesso entre jovens e adultos por ser eficaz e rápido na correção dos dentes. Vantagens que ele oferece Primeiro que o aparelho invisível é planejado em 3D e feito sob medida, dá para ter uma prévia de como ficará o sorriso antes de começar o tratamento. Outros benefícios que conquistam os pacientes são: é altamente estético (as pessoas mal reparam que ele está nos dentes); confortável (sem incômodos igual os demais aparelhos); pode ser removido em ocasiões especiais; possui tempo médio de uso menor (de 03 a 12 meses, geralmente) e é mais eficiente na percepção do resultado. Como ocorre o tratamento Quem opta pelo aparelho invisível irá fazer a documentação ortodôntica inicial, pedida pelo dentista na primeira avaliação. Com posse da documentação, a clínica recebe o profissional da Compass 3D para que ele faça o escaneamento (etapa para saber o número de placas que serão usadas). As placas...