(31) 3284-3223 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br

AS VANTAGENS DO APARELHO SER INVISÍVEL

AS VANTAGENS DO APARELHO SER INVISÍVEL

Uma das novas febres do sorriso das celebridades (modelos, dançarinas, repórteres, apresentadores, influenciadores digitais, atores) é o tratamento ortodôntico escolhido por eles, o aparelho invisível. E não precisa ser nem uma pessoa de fama para usar um aparelho discreto, aqueles que possuem um trabalho em que a apresentação pessoal é importante, estão aderindo à moda. Saiba o porquê nas linhas a seguir.

Como assim, aparelho invisível?

Sim, invisível porque ele é discreto: as placas transparentes são quase imperceptíveis quando colocadas na boca. Conhecido também como ‘Alinhadores Invisíveis’, é um tratamento indicado em casos simples de ortodontia: dente torto até 4 milímetros; espaço de 3 a 4 milímetros entre os dentes; intrusão; extrusão e desvio de linha média. Ele tem feito sucesso entre jovens e adultos por ser eficaz e rápido na correção dos dentes.

Vantagens que ele oferece

Primeiro que o aparelho invisível é planejado em 3D e feito sob medida, dá para ter uma prévia de como ficará o sorriso antes de começar o tratamento. Outros benefícios que conquistam os pacientes são: é altamente estético (as pessoas mal reparam que ele está nos dentes); confortável (sem incômodos igual os demais aparelhos); pode ser removido em ocasiões especiais; possui tempo médio de uso menor (de 03 a 12 meses, geralmente) e é mais eficiente na percepção do resultado.

Como ocorre o tratamento

Quem opta pelo aparelho invisível irá fazer a documentação ortodôntica inicial, pedida pelo dentista na primeira avaliação. Com posse da documentação, a clínica recebe o profissional da Compass 3D para que ele faça o escaneamento (etapa para saber o número de placas que serão usadas). As placas chegam, junto com um relatório, e o tratamento ortodôntico é iniciado.

O paciente deve usar as placas durante as 24 horas do dia (retira só para comer ou higienizar a boca), e elas são trocadas de 15 em 15 dias. O material delas é flexível, inodoro, não tóxico e super compatível com o ambiente bucal. A aceitação em adultos é maior, até porque evita do sorriso ficar metálico.

Um detalhe que não pode ser deixado de lado é o cuidado que o paciente precisa ter com as placas. Evitar de não perder, guardar corretamente, higienizar com asseio é o mínimo para que o tratamento ocorra com sucesso. Outros detalhes que tenham ficado como dúvida para você, é recomendável visitar um dentista para que ele analise seu caso e te indique o melhor tratamento. Aqui na Mr. Clean você pode vir, fazer as perguntas que sentir vontade e ainda ver uma placa de perto, pra matar ainda mais a curiosidade.

Você também pode gostar de:


Nossa boca, nossa saúde

Nossa boca, nossa saúde

Partindo do princípio de que, “tudo que nutre o nosso corpo é absorvido por via oral”, é de grande importância que passemos a observar atentamente os sinais ou alertas disparados pelas condições de nossa boca. Por exemplo, quando estamos com a boca amarga é um indício de que podemos estar com o nosso fígado sobrecarregado. O mau hálito e as aftas constantes podem ser alertas para problemas estomacais e inclusive sinais de estresse. Os sangramentos e inflamações gengivais constantes podem retratar outros problemas mais graves, como o início de perda óssea, que é um grande inimigo de um sorriso bonito, levando à perda dos dentes. Os problemas bucais podem ser reduzidos e até evitados começando com boa higienização após as refeições. Isto evita o acúmulo de resíduos e a formação de bactérias. As bactérias que causam a gengivite podem entrar na corrente sanguínea e gerar ou agravar outros quadros de saúde, como problemas cardíacos, diabetes, problemas respiratórios, entre outros. A gengivite é um processo indolor, o que retarda sua identificação. Só se nota o problema quando já está em estado avançado. A melhor defesa é o cuidado diário com uma excelente escovação, uso constante do fio dental, consultas periódicas ao dentista para avaliação preventiva e a realização de uma boa limpeza e retirada dos tártaros.   Prevenção regular é sempre o melhor remédio.  ...
VIDA NOVA PARA QUEM COLOCA IMPLANTE

VIDA NOVA PARA QUEM COLOCA IMPLANTE

Não é um exagero dizer que as pessoas que investem no implante dentário como tratamento para a falta de um ou mais dentes adquirem uma vida renovada. De ações cotidianas como alimentação, higiene bucal e diálogo, aos eventos esporádicos como uma entrevista de emprego ou uma festa importante, tudo fica melhor e mais fácil de ser vivido. Dando sequência à nossa série de posts sobre este tipo de tratamento odontológico, apresentaremos mais alguns esclarecimentos, veja só.   Como ocorrem as etapas de trabalho do implante Quando o paciente decide fazer o implante, o tratamento começa a partir do planejamento. Nessa etapa o dentista analisa os objetivos do paciente e o que é viável e saudável de ser feito. Definido como ocorrerá o tratamento, é realizada a cirurgia para colocar os implantes. Se forem implantes com carga imediata, dentes provisórios precisam ser colocados no mesmo dia da cirurgia. Caso sejam implantes tradicionais, há o prazo de cerca de 5 ou 6 meses para o paciente receber os dentes definitivos.   Contraindicações e taxa de sucesso do tratamento Nem é todo mundo que pode colocar implante odontológico. Em casos de pacientes jovens com a fase de crescimento dos dentes incompleta, o implante não é indicado. Os pacientes com debilidade sistêmica (diabéticos, cardíacos etc) só fazem o implante caso o médico permita – se for apresentado o risco cirúrgico (procedimento pedido a qualquer paciente que faz o implante) sem liberação do médico, o tratamento não será realizado. Tabagismo e hábitos parafuncionais são fatores que podem influenciar no sucesso do tratamento, que tem geralmente uma taxa de 98% de êxito. E se por...
TEMPERATURAS BAIXAS, SORRISO SAUDÁVEL EM ALTA

TEMPERATURAS BAIXAS, SORRISO SAUDÁVEL EM ALTA

O frio costuma trazer não só as temperaturas mais baixas, ele traz também a possibilidade de desconfortos bucais. Para que certos sintomas não atrapalhem quem gosta de curtir o friozinho da estação (que este ano veio com uma intensidade maior), é bom ficar de olho nos cuidados citados a seguir. Ranger de dentes por causa de dor ou incômodo não dá, só em caso de bater uma brisa fria, né?   Desconfortos na boca e nos dentes em dias frios A boca possui temperatura constante de 36ºC a 38ºC e no inverno a temperatura do ambiente cai bastante, atingindo 10ºC. Este fenômeno, chamado inversão térmica, pode gerar incômodos. As pessoas que não estão com lesão ou trauma nos dentes talvez sintam uma sensibilidade maior a ponto de terem que usar cremes dentais específicos. Quem está com algum tipo de problema bucal tem mais chance de sofrer com o frio, afinal a tendência é que a temperatura baixa aumente os sintomas. Outras sensações comuns da época são quanto aos resfriados, gripes e sinusites que deixam a boca ressecada durante o sono – as sinusites podem provocar dores nos molares e pré-molares devido à possibilidade da inflamação atingir os seios maxilares, onde ficam estes dentes.   Cuidados com a saúde bucal no inverno O ideal é não exagerar no consumo de certos tipos de bebidas e alimentos calóricos. Como o café, vinho e chás escuros possuem muitos pigmentos e geralmente são adoçados, eles costumam comprometer a saúde bucal (manchas, cáries, corrosão do esmalte e dores). Os carboidratos e chocolates também são os queridinhos da estação e também das cáries, devido ao...
Dentes de leite

Dentes de leite

Você sabia que a saúde bucal do bebê começa na barriga da mãe? O programa de acompanhamento preventivo (PAP), garante a orientação correta quanto a higiene bucal do bebê e etapas de evolução dos dentes de leite. Se você tem uma criança de 0 a 17 esse programa é ideal para você. A Mr. Clean preparou 9 dicas sobre os dentes de leite, veja: http://odontologiaesaudebh.com.br/pap-infancia/  ...
Implante: fazer ou não? É caro ou barato?

Implante: fazer ou não? É caro ou barato?

Relato da Paciente: Regina Oliveira / Fotógrafa e Comunicadora Itatiaia Hoje vou falar de um tratamento odontológico que gera muitas dúvidas e insegurança, primeiro por ser um procedimento cirúrgico e, segundo, por imaginarmos ser dispendioso. Muitas pessoas que perdem os dentes ao longo da vida, seja por acidente, doenças bucais, ausências naturais dos incisivos ou até mesmo por tratamento mau feito – como é o meu caso – têm receio de enfrentar um implante dentário. Sentimento normal diante da falta de esclarecimentos adequados à cerca do problema. Pois bem… eu trabalho com público, lido diariamente com muita gente. Sempre tive um certo constrangimento com a falha entre meus dentes, além de serem todos desalinhados. Na juventude, por falta de esclarecimento e condições financeiras, fui adiando o sonhado cuidado.  Até que uma obturação mau feita infeccionou e trouxe uma série de transtornos. Depois de tanto incômodo veio a dor e adaptação com a mastigação inadequada, o que resultou em gengiva inflamada e constantemente ferida. Diante de um quadro real de digestão inadequada e da questão estética dos dentes separados, resolvi avaliar a possibilidade de um implante. Receosa e com certa resistência, decidi parar de fugir do problema.  Despois de avaliação e orientação extremamente profissional e humana, realizada pela Dra. Kênia Monteiro, resolvi encarar os passos necessários para ter um sorriso que me proporcionasse alegria e melhor auto-estima. Atualmente, estou com aparelho, já com próteses provisórias na parte superior frontal e aguardando o momento certo para colocar meus implantes.  Hoje, a auto-estima é outra! Além do sorriso mais farto, faz um bem extremo pra minha saúde.  Por isso, dizer que um...
SAÚDE BUCAL: PREVENÇÃO OU ESTÉTICA?

SAÚDE BUCAL: PREVENÇÃO OU ESTÉTICA?

Quando o assunto é saúde bucal, é comum vir à mente um sorriso bonito, dentes perfeitos e aparência que transmite vitalidade. A estética então acaba se sobressaindo ao hábito da prevenção, contudo beleza nem sempre é sinal de saúde. Inclusive, na odontologia, o caminho é sempre a garantia da saúde bucal primeiro, para depois se tratar a parte estética do sorriso. Confira alguns motivos sobre a importância de se preocupar com a saúde e a estética dos dentes.   Prevenção bucal: como ela deve ser feita Aquela história de que se você cuidar dos dentes da forma correta durante toda a vida talvez nem vai precisar usar prótese (dentadura) é a mais pura verdade. Os dentes de um indivíduo costumam ser fortes mas requerem cuidados específicos para que eles não passem por desgaste, enfraquecimento ou até perda total. Toda pessoa precisa cuidar dos dentes de leite (os que aparecem durante a infância) e dos dentes permanentes (os que acompanham o indivíduo por quase toda a vida). A fórmula mágica da “vida longa” dos dentes todo mundo já sabe: fazer uma boa higiene bucal (escovação completa dos dentes com creme dental e uso do fio dental), regrar a alimentação (mais frutas, verduras e sucos naturais; menos doces, carboidratos e refrigerantes) e visitar o dentista no período habitual de seis em seis meses. O médico dos dentes irá realizar a análise clínica da sua saúde bucal, examinando dentes, gengiva e língua, verificando a necessidade de fazer exames, limpeza, radiografias, aplicações de flúor ou selantes. Tudo para maximizar o cuidado com seus dentes, evitando assim transtornos futuros.   Estética bucal: para se...