(31) 3284-3223 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
DIA NACIONAL DE COMBATE AO CÂNCER

DIA NACIONAL DE COMBATE AO CÂNCER

O dia 27 de novembro é marcado como o Dia Nacional de Combate ao Câncer, doença que tem aumentado o número de casos ao longo dos anos. A data surgiu em dezembro de 1988 quando a Portaria do Ministério da Saúde GM nº 707, instituiu o dia para que a população brasileira se mobilizasse quanto ao controle da doença no Brasil. A Mr. Clean separou algumas informações básicas sobre este tipo de enfermidade, com foco no câncer de boca. O que é o câncer? Tão temida (e com razão) pela maioria das pessoas em todo o mundo, câncer é o nome da doença (existem mais de 100 tipos) que surge com o crescimento desordenado de células. Quando as células sofrem mutação genética – alteração no DNA dos protooncogenes (que a princípio são genes inativos em células normais) – elas se tornam cancerosas, podendo acumular em alguma parte do corpo, o que dá origem aos chamados tumores ou neoplasias malignas.   Um pouco sobre o câncer de boca A correta higienização bucal previne não só quanto a infecções no coração ou pulmão, mas também previne o câncer de boca, que pode afetar os lábios e todo o interior da cavidade oral – gengivas, bochechas, céu da boca e língua (bordas e sua parte debaixo). Os sintomas variam entre feridas na boca ou nos lábios que não cicatrizam, sangramentos sem causa conhecida, inchaços, caroços, áreas de dormência, dor de garganta persistente e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas que não saram. Em fases mais evoluídas da doença, os sintomas podem ser mau hálito, caroço no pescoço, perda de peso ou dificuldade para falar...
Uso do enxaguante bucal

Uso do enxaguante bucal

Muito se engana quem acha que o enxaguante bucal tem que arder bastante a boca na hora do bochecho. Produto sempre divulgado na mídia, muitos adeptos não sabem que seu uso requer orientações de um dentista, afinal ele só é benéfico para quem tem doenças periodontais, para as pessoas que não possuem estas doenças o efeito é nulo. Primeiramente é bom frisar que utilizar o antisséptico bucal no lugar da higienização padrão da sua boca é totalmente errado. Somente a escovação e o fio dental são capazes de limpar direito os dentes e a gengiva dos restos de alimentos, combatendo assim as placas bacterianas. Nos casos das pessoas recomendadas pelo dentista a usar o produto, quando aliado a uma boa escovação ele surte efeito, senão ele pode é aumentar o mau hálito. Existem enxaguantes bucais com princípios ativos diferentes, mais um motivo para usar o produto somente sob orientação de um dentista. Há os que são ideais para a higiene pós-cirúrgica, os que controlam a cárie devido ao teor de flúor, os que controlam a hipersensibilidade dos dentes e aqueles que visam acabar com as bactérias bucais. Os antissépticos com álcool estão na lista dos mais preferidos, o que é uma escolha errada. Quem usa enxaguante com álcool acaba por comprometer a resina dos dentes, deixando-os sensíveis aos corantes dos alimentos ou até mesmo aos do próprio antisséptico, ocorrendo uma modificação gradativa da coloração dos dentes. Outras consequências do uso excessivo de enxaguantes é a descamação da mucosa bucal e alteração da eficiência das papilas gustativas. Por isso, recomendamos as opções sem álcool na composição, sem corantes ou agentes...
MAU HÁLITO: ABRIMOS A BOCA PARA ESTE ASSUNTO

MAU HÁLITO: ABRIMOS A BOCA PARA ESTE ASSUNTO

Na nossa busca por tornar sua vida sempre mais tranquila e saudável, vamos falar de um tema que é constrangedor para a maioria das pessoas que sofrem com este desconforto: mau hálito. Quase todo mundo, em algum momento da vida, pode exalar um odor desagradável da boca, acabando por afastar a outra pessoa com quem se conversa. O problema é quando este mau cheiro é constante e possui causas comprometedoras para a saúde.   Hálito é o nome que se dá para o odor do ar que cada um expira pela boca. Quando este hálito é estranho ou repulsivo, ele passa a ser chamado de mau hálito ou halitose. É importante saber que ele não é uma doença, mas é um sinal de que tem algo errado em seu organismo. Ter mau hálito não é saudável, pois as substâncias químicas que causam o mau cheiro acabam produzindo uma série de bactérias, o que é péssimo para seu corpo.   Grande maioria dos casos de halitose se inicia pela boca e as causas variam, como higiene bucal inadequada (que gera a saburra lingual, que é uma camada meio esbranquiçada que fica no fundo da língua), infecções respiratórias, estresses, pouca ingestão de água, pouca produção de saliva, dentre outros motivos. Outra característica sobre este incômodo é que geralmente os portadores do problema não percebem que sofrem deste mal, e acabam sendo abordados pela família e amigos sobre o problema (isso quando não são avisados de forma, infelizmente, grosseira por alguém que se sentiu incomodado). Se você tem qualquer tipo de dúvida sobre o assunto, sinta-se totalmente à vontade para marcar um...