(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
SAÚDE BUCAL: PREVENÇÃO OU ESTÉTICA?

SAÚDE BUCAL: PREVENÇÃO OU ESTÉTICA?

Quando o assunto é saúde bucal, é comum vir à mente um sorriso bonito, dentes perfeitos e aparência que transmite vitalidade. A estética então acaba se sobressaindo ao hábito da prevenção, contudo beleza nem sempre é sinal de saúde. Inclusive, na odontologia, o caminho é sempre a garantia da saúde bucal primeiro, para depois se tratar a parte estética do sorriso. Confira alguns motivos sobre a importância de se preocupar com a saúde e a estética dos dentes.   Prevenção bucal: como ela deve ser feita Aquela história de que se você cuidar dos dentes da forma correta durante toda a vida talvez nem vai precisar usar prótese (dentadura) é a mais pura verdade. Os dentes de um indivíduo costumam ser fortes mas requerem cuidados específicos para que eles não passem por desgaste, enfraquecimento ou até perda total. Toda pessoa precisa cuidar dos dentes de leite (os que aparecem durante a infância) e dos dentes permanentes (os que acompanham o indivíduo por quase toda a vida). A fórmula mágica da “vida longa” dos dentes todo mundo já sabe: fazer uma boa higiene bucal (escovação completa dos dentes com creme dental e uso do fio dental), regrar a alimentação (mais frutas, verduras e sucos naturais; menos doces, carboidratos e refrigerantes) e visitar o dentista no período habitual de seis em seis meses. O médico dos dentes irá realizar a análise clínica da sua saúde bucal, examinando dentes, gengiva e língua, verificando a necessidade de fazer exames, limpeza, radiografias, aplicações de flúor ou selantes. Tudo para maximizar o cuidado com seus dentes, evitando assim transtornos futuros.   Estética bucal: para se...
CAMPANHA CONTRA A CÁRIE DE MAMADEIRA

CAMPANHA CONTRA A CÁRIE DE MAMADEIRA

Quando os bebês nascem e começam a crescer, junto com eles nascem os primeiros incisivos, geralmente os dois inferiores da frente. Como esta é a fase que os pequeninos bebem muito leite e outros líquidos na mamadeira, é comum acontecer a chamada cárie de mamadeira. Se descoberta no início, a cárie tem fácil tratamento e não causa dor. Se protelar, o problema fica cada vez mais incômodo e grave. Agora imagine isso em um bebê? Não é nada saudável e totalmente perigoso para a saúde da criança, a gente te explica mais logo abaixo. O que é a cárie de mamadeira A bactéria que causa a doença cárie é a mesma: tanto para bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos. Por isso já podemos deduzir que os cuidados com a saúde bucal devem acontecer desde cedo, começando na primeira infância. A famosa cárie de mamadeira é aquela que surge muitas vezes por causa do hábito errado de deixar o bebê ou a criança dormir tomando mamadeira. Ao dormir sem fazer a higiene bucal, o açúcar presente nos líquidos (até no leite materno tem açúcar, é a lactose) acaba se alojando nos dentes e assim favorecendo a invasão e proliferação de bactérias causadoras da cárie. Outros hábitos inadequados como beijar a boca do bebê, limpar o bico da chupeta ou mamadeira com a própria boca (até provar a temperatura do leite diretamente no bico não é bom) ou assoprar a papinha para esfriar são atitudes capazes de transmitir as bactérias dos pais para a boca do neném, elevando a chance de aparecer cáries.   Por que evitar a cárie nos dentes...
A SAÚDE BUCAL DAS CRIANÇAS

A SAÚDE BUCAL DAS CRIANÇAS

Está é a Semana das Crianças, seres humanos que iluminam a nossa vida com alegria e pureza. É comum presenteá-las com brinquedos para comemorar a data, porém a Mr. Clean tem uma pergunta séria a fazer: você como pai, mãe, avós, tios ou como responsável por uma criança, tem cuidado da saúde bucal dela? Pois os pequenos são novos demais para saberem como se cuida direito dos dentes e precisam de orientação. Acompanhe nas próximas linhas o que queremos dizer.   A presença dos pais para controlar a cárie dentária Doença crônica mais frequente entre as crianças de todo o mundo, a cárie dentária pode ser controlada, afinal sabe-se que ela é contagiosa, transmissível e infecciosa. Portanto o acompanhamento dos pais ou da pessoa responsável é essencial para evitá-la, todos sabemos que a criançada não possui maturidade o suficiente para construir hábitos saudáveis. Se deixar, elas comem guloseimas o tempo todo e ainda ficam sem escovar os dentes. A figura de um adulto orientando sobre a construção deste hábito tão importante é elementar para conservar os dentes, que inclusive podem durar por toda a vida se forem bem cuidados. Por isso, a Mr. Clean criou o Programa de Acompanhamento Preventivo (PAP) para educar as crianças e seus pais quanto à higiene bucal, à redução da cárie dentária na infância, tudo feito através de cuidados básicos para a manutenção da saúde bucal. Cuidados para evitar que a gurizada tenha cárie Zelar pela saúde bucal de uma criança, desde a primeira infância até ela se tornar um adolescente capaz de fazer sozinho a higiene bucal da forma correta, é um dever de...
OLHE PARA SEU SORRISO

OLHE PARA SEU SORRISO

Diante do hábito que temos de nos ver no espelho todos os dias, alguns mais e outros menos, diversos questionamentos surgem em nossa cabeça. O momento da vida se mistura com os sentimentos, com nossa personalidade e com o cuidado dado à saúde, e tudo isto acaba afetando no sorriso que soltamos. O texto de hoje é sobre a relação do ato de expressar felicidade com o estado da sua saúde bucal, vem que a leitura está interessante.   A Odontologia causa sorrisos Tal raciocínio lembra um pouco a psicologia do sorriso, mas neste caso queremos é reforçar mesmo algo que parece óbvio. A contração facial e abertura da boca capaz de exibir os dentes diante de uma situação que cabe um sorriso são movimentos corporais que exprimem os cuidados que temos com nosso corpo. Tal fato é comprovado pelos avanços que a Odontologia adquire, ano após ano. São inovações nos tratamentos odontológicos e na qualidade de vida (água tratada, produtos de higiene bucal, técnicas novas) que permitem que uma pessoa hoje possa viver a vida toda sem perder um dente. E, caso imprevistos causem a perda de algum deles, os implantes dentários da atualidade são feitos para tornar a velhice uma fase cada vez mais feliz de se viver. O futuro da Odontologia é algo brilhante no sentido das soluções, praticidades e confortos que os pacientes podem e poderão usufruir. Os avanços tecnológicos tendem a permitir inúmeros sorrisos belos e saudáveis, justamente para compor uma melhor imagem pessoal, característica que é tão importante para se ter uma boa socialização e forte autoestima.   Ir ao dentista e viver...
Dia nacional do Idoso

Dia nacional do Idoso

No próximo sábado será comemorado o Dia Nacional do Idoso, data importante de ser comentada porque a inversão da pirâmide social do Brasil indica que teremos uma população idosa volumosa nos próximos anos. E independente da condição de vida mais sensível que um idoso geralmente enfrenta, percorrer a terceira idade com uma boa saúde bucal é possível. A seguir daremos algumas dicas, confira. Quais são os incômodos mais frequentes? O desconforto mais comum que as pessoas acreditam que uma pessoa idosa enfrenta é o uso de próteses, principalmente se for dentadura. O que muitos se esquecem é que o organismo do idoso é um organismo mais sensível e suscetível a inúmeros incômodos. Listando os principais deles: perda dos dentes; mastigação inadequada dos alimentos (devido às dificuldades que surgem com a falta dos dentes ou na adaptação com as próteses, a trituração da comida é feita com insuficiência); engasgos súbitos ou deglutição errada em virtude da mastigação ineficaz; cáries de raiz; xerostomia (a famosa boca seca); bruxismo (hábito de apertar e ranger os dentes); lesões da mucosa oral (candidíases, leucoplasias); câncer oral; doenças periodontais que afetam os tecidos de suporte e sustentação dos dentes; dificuldades de socialização. A terceira idade gera uma sensibilidade maior na boca, principalmente porque é normal a gengiva começar a retrair, deixando bem expostas as áreas do dente que não são protegidas pelo esmalte dental. É um desconforto sentido por alimentos ou bebidas quentes e frias, além do ar frio ou de líquidos doces e amargos – nos quadros clínicos mais graves de sensibilidade bucal.   Como resolver estes incômodos De início, a saúde bucal de...
Endocardite Bacteriana: Cuide do seu Coração

Endocardite Bacteriana: Cuide do seu Coração

No post anterior explicamos sobre a Odontologia do Esporte, área que trata a saúde bucal de um atleta profissional. Hoje é Dia do Cliente e relacionaremos um pouco a Odontologia do Esporte com um assunto muito importante, falaremos sobre a endocardite, doença de causa bacteriana que já levou atletas profissionais e não profissionais à morte, infelizmente. Confira abaixo o que fazer para evitá-la. Como ela ocorre A chamada endocardite bacteriana acontece quando uma bactéria atinge a válvula do coração ou do endocárdio, ou seja, o músculo do coração. No local onde a bactéria se aloja, ela passa a criar um ninho, o que gera uma destruição gradativa da válvula do coração, além de se espalhar para o resto do corpo, podendo afetar qualquer parte. As pessoas que possuem problema congênito na formação do endocárdio ou que já sofreram com alguma alteração na válvula do coração, têm grandes chances de desenvolver a doença. Sem estas características, fica mais difícil da bactéria alojar no coração e ali criar uma colônia de bactérias por causa da velocidade normal do fluxo sanguíneo, que acaba “limpando” o local. A relação dela com a odontologia Vários agentes vivem na boca, alguns deles em plena harmonia, outros nem tanto. Quando algum destes agentes – como por exemplo a bactéria da cárie ou a bactéria que causa doença periodontal – entram no organismo e chegam até o coração que é vulnerável (endocárdio ou válvula sensíveis), acontece a endocardite bacteriana. Portanto, a causa da doença está diretamente ligada ao descuido com a saúde bucal. É ideal que antes de realizar tratamentos dentários mais invasivos alguns pacientes façam uma...
Página 3 de 41234