(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
Rua dos Tupis, 38 - Conj. 802
Centro - Belo Horizonte MG
5 problemas bucais mais comuns na terceira idade

5 problemas bucais mais comuns na terceira idade

Após vários anos ingerindo alimentos e bebidas, mastigando e cuidando da higiene bucal, é normal que a terceira idade seja a fase em que os dentes estão mais desgastados e frágeis, sensíveis mesmo. Para que você e sua família fiquem por dentro dos problemas bucais mais comuns desse período da vida, escrevemos este texto. Vale a pena compartilhar o assunto, todo cuidado com nossos avós, parentes e amigos que estão nesta fase é pouco. 1- Boca seca A xerostomia, normalmente conhecida como boca seca, ocorre quando a produção de saliva diminui, seja por causa de medicamentos que os idosos costumam tomar, seja por motivo de tratamentos mais fortes (câncer, por exemplo) ou por simples falta do hábito de beber água ao longo do dia. Este desequilíbrio precisa ser evitado ou corrigido, afinal a saliva possui propriedades antibacterianas que fazem parte da defesa do corpo contra infecções. 2- Cáries Uma pessoa idosa tem mais chance de sofrer com alterações bucais, como ter a gengiva mais retraída. Isso acaba deixando a raiz do dente mais exposta, o que aumenta a probabilidade de acontecer a ‘cárie de raiz’, o que compromete o dente e deixa a dentina mais hipersensível. A cárie não é saudável não só por questão da estrutura do dente, mas também porque dentes saudáveis são importantes para uma mastigação e deglutição eficazes, o que para a vida um idoso é essencial. 3- Cuidado com as próteses e implantes Não é todo idoso que sabe fazer a manutenção correta das próteses ou implantes que possui. Isso acarreta em incômodos, doenças e má qualidade de vida. Para mantê-los em bom estado,...
A IMPORTÂNCIA DE HIGIENIZAÇÃO BUCAL DEPOIS DOS IMPLANTES

A IMPORTÂNCIA DE HIGIENIZAÇÃO BUCAL DEPOIS DOS IMPLANTES

A higiene bucal para quem fez implantes é extremamente necessária e não pode ser negligenciada de forma alguma. Como os dentes naturais, os implantes precisam da mesma higienização, pois estão sujeitos a placa bacteriana e doenças bucais que afetam a saúde geral. Apesar do maior polimento, os implantes formam placas e nada justifica a falta de higiene. Se você tem implantes e não higieniza conforme todos os padrões, corre o risco de ter sua saúde bucal prejudicada.   Principalmente no pós operatório, é necessária uma escovação suave, com escova de cerdas bem macias que não comprometam os tecidos, mas que tenham a função de não deixar desenvolver a placa bacteriana. Excelentes para ajudar na perfeita higienização são as escovas inter dentais que limpam entre os dentes e a gengiva, sem prejudicar os tecidos e os implantes.   Para garantir uma perfeita higienização, depois dos procedimentos habituais, deve-se usar um enxaguante bucal. Aí sim, você terá completado a higienização bucal depois dos implantes. Prefira os sem álcool e em cujos componentes esteja a clorexidina que é um potente anti-infeccioso.   O que pode causar a falta de higiene bucal para quem fez implante dentário.   As chamadas doenças peri-implantares são comuns nas pessoas que não fazem uma perfeita higienização dos seus implantes que não só comprometem os implantes como a saúde geral.   MUCOSITE PERI- IMPLANTAR – Dá por uma inflamação nos tecidos ao redor dos implantes e que ainda pode ser revertida.   PERI-IMPLANTTITE – este é um estado mais avançado de inflamação dos tecidos em volta do implante e que compromete o osso de suporte, podendo causar a...
A SAÚDE BUCAL DOS DIABÉTICOS

A SAÚDE BUCAL DOS DIABÉTICOS

Já ouviu falar que as pessoas diabéticas precisam ter cuidado redobrado com a saúde bucal? Isso está cientificamente comprovado e vale a pena ser sempre falado com os pacientes, afinal um diabético tem maior propensão de desenvolver doenças gengivais, como também cardíacas, acidentes vasculares encefálicos e doenças renais. Em relação à saúde da boca e dos dentes a gente explica nas próximas linhas.   Primeiramente, o que é diabetes? Doença que acomete pessoas no mundo inteiro, o diabetes é uma síndrome ligada ao metabolismo corporal, cuja origem é múltipla relacionada à falta ou incapacidade da insulina não trabalhar de forma correta no sangue. Como o diabetes muda por completo o metabolismo do indivíduo, o paciente precisa mudar seus hábitos de vida para conseguir preservar a sua saúde.   Entendendo a relação saúde bucal e diabetes Quem tem diabetes possui uma alta concentração de glicose no sangue (facilitando o desenvolvimento de bactérias), condição que se associada ao acúmulo de restos de comida na boca favorece o surgimento da cárie. Uma pessoa que não realiza a higienização correta após as refeições (escovação completa e uso de fio dental), tem chances também de ter gengivite, periodontite, infecção e cicatrização tardia, disfunção da glândula salivar, infecção por fungos, desajuste no paladar e outros desequilíbrios na cavidade oral. E o pior ainda pode ocorrer: caso o paciente diabético não consiga controlar os níveis de glicose no sangue, as doenças gengivais infelizmente podem se agravar. O motivo é que assim como qualquer infecção que acaba elevando o nível de açúcar no sangue, as doenças gengivais podem atuar desta maneira também, aumentando a glicose e dificultando...
IMPLANTE DENTÁRIO SEM MISTÉRIO, SEM COMPLICAÇÕES

IMPLANTE DENTÁRIO SEM MISTÉRIO, SEM COMPLICAÇÕES

O vazio na boca provocado pela falta de um ou mais dentes é solucionado com os implantes dentários. E se pararmos para falar sobre a eficácia desse método, entram em cena os cuidados que todo paciente precisa ter, tanto após a cirurgia, quanto de forma constante por toda a vida a fim de evitar riscos. Então confira as orientações a seguir.   Atenção logo após a cirurgia do implante   O indicado é ter prudência nas primeiras 72 horas. Repousar; tomar os remédios na hora certa; comer sorvete ou alimentos gelados para aliviar a dor (fazer compressas de gelo quando o dentista recomendar); não ingerir alimentos e bebidas duros, quentes ou ácidos nos primeiros dias; caprichar na higiene bucal (sem aplicar força na escova); evitar bebida alcoólica ou cigarro; não assoar o nariz ou cuspir; não mastigar na área do implante durante a cicatrização. Em caso de edemas, sangramentos persistentes ou indícios de alergia a algum dos medicamentos (coceiras, mudanças no tom da pele, manchas), consultar o dentista o mais rápido possível.   Riscos oriundos da falta de cuidado   Não adotar aquelas medidas de cautela aumenta as chances do paciente ter chateações após o procedimento cirúrgico, como infecções (o que é péssimo); complicações nas raízes dos dentes vizinhos; um implante frouxo (fica saindo) ou até mesmo a perda do implante (investimento jogado fora, infelizmente). Por isso é tão importante levar a sério o período de cicatrização e também a manutenção, afinal tudo interfere na duração do implante.  Clique aqui e receba GRÁTIS o Guia Definitivo sobre Implante Dentário   Desconfortos relacionados ao descaso com os implantes A questão da higienização...
SORRISO RADIANTE PROPORCIONADO POR IMPLANTE

SORRISO RADIANTE PROPORCIONADO POR IMPLANTE

A beleza e a saúde de um sorriso podem voltar à vida de uma pessoa por meio do implante dentário, tratamento odontológico que tem ganhado adeptos no mundo inteiro, principalmente no meio artístico. São vários os homens e mulheres que resgatam a alegria de sorrir quando adotam o implante dentário. Dando continuidade à nossa série especial de posts aqui no blog sobre o assunto, acompanhe a seguir novas informações. Os tipos de implantes dentários Existem três tipos: o unitário, overdenture e a substituição de ponte fixa ou roach por implante. O unitário substitui dentes perdidos (de acordo com o caso, pode ser implantado logo após a extração do dente comprometido). O overdenture é uma “dentadura” que pode ser afixada na parte superior, inferior ou nas duas arcadas, dando estabilidade, função e estética ao sorriso e à mordida (é a solução para quem perdeu todos os dentes ou sofre com dentadura solta). Nos casos de paciente com médios e grandes espaços desdentados, pode ser feita a substituição das próteses fixas (pontes) ou removíveis (roach) pelo implante odontológico. Cautela para o sucesso do tratamento São raras as pessoas que têm quantidade e qualidade suficiente de osso para colocar implantes e dentes no mesmo dia, por isso, muita calma com o tratamento. Em implantes convencionais, os pacientes costumam esperar cerca de 2 a 3 meses na região inferior e de 4 a 6 meses na região superior da boca. Sempre que for possível o paciente ser paciente, nós dentistas vamos adorar, pois assim o tratamento fica mais seguro.   Sobre a osseointegração O período de espera que falamos anteriormente deve ocorrer para...
Novembro Azul

Novembro Azul

O mês de outubro acabou e os dias foram marcados pela cor rosa devido ao movimento internacional de luta contra o câncer de mama, o ​Outubro Rosa.​ Agora no mês de novembro, a campanha é caracterizada pelo tom azul e se direciona aos homens no combate ao câncer de próstata. A Mr. Clean separou algumas informações importantes que podem desmistificar e ajudar todos aqueles que precisam se cuidar, olha só. O que é o Novembro Azul O movimento surgiu no exterior, em 1999 na Austrália com o nome de Movember, que seria a junção da palavra moustache (bigode em inglês) com november (novembro em inglês). Um grupo de amigos resolveu deixar o bigode crescer justamente no mês que tem o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, que é dia 17 de novembro. A atitude tinha o objetivo de conscientizar as pessoas quanto a saúde masculina. No Brasil, a abordagem pioneira sobre a saúde do homem começou pelo ​Instituto Lado a Lado pela Vida​, em 2008, com a campanha Um Toque, Um Drible. Quatro anos depois, inspirado pelo Movember o instituto criou o movimento Novembro Azul, com a missão de alertar os homens sobre a prevenção do câncer de próstata, informando os exames que a população masculina precisa fazer.   O câncer de próstata Segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, a previsão é de que o câncer de próstata registre 61 mil novos casos no Brasil somente em 2016, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer. A doença surge da multiplicação desordenada das células da próstata, o que pode gerar o câncer e assim...
Página 1 de 6123456