(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
5 PERGUNTAS IMPORTANTES SOBRE A GENGIVITE

5 PERGUNTAS IMPORTANTES SOBRE A GENGIVITE

Gengiva mais inchadinha, doendo na hora de comer algo ou, principalmente, de escovar os dentes. E quando sangra e você cospe na pia a espuma da pasta de dente avermelhada, num dá uma certa preocupação? Pois saiba que se cuidar para evitar ou então tratar direitinho com o dentista, a Gengivite não vira um problema maior capaz de atrapalhar sua rotina. Se liga nas cinco perguntas que preparamos no texto de hoje.   1- O que caracteriza a Gengivite? A Gengivite é uma inflamação da gengiva que, se não for tratada, compromete um ou mais dentes. Ela ocorre quando a placa bacteriana se acumula na superfície dos dentes e fica depositada no sulco gengival (espaço entre a gengiva e os dentes). Quando em estágio avançado, a Gengivite afeta o osso e tecido alveolar onde os dentes se fixam.   2- Mas quais são as possíveis causas da Gengivite? Qualquer pessoa pode passar por um quadro de Gengivite, até porque sua causa é oriunda de diferentes fatores. O mais comum é a higiene bucal precária (ou é escassa ou incompleta). Outros fatores causadores são: fumo; diabetes; baixa imunidade; boca seca; velhice; uso de certos medicamentos; mudanças hormonais (gravidez, menstruação, uso de anticoncepcionais); carência de vitaminas; infecções (virais ou fúngicas); uso de aparelhos bucais mal higienizados ou encaixados; reação alérgica.   3- Que sintomas ela provoca? Às vezes acontece do indivíduo que tem a Gengivite não sentir dor (e assim nem suspeitar que está com a inflamação). Aqueles que ficam incomodados, é porque sentem ou notam algum dos seguintes sintomas: gengiva mais vermelha que o normal; inchaço; sensibilidade maior nos dentes...
POR QUE TER DENTES LIVRES DO BRUXISMO

POR QUE TER DENTES LIVRES DO BRUXISMO

Um distúrbio odontológico que ainda acomete milhares de pessoas em todos os países é o Bruxismo. Diferente do que muitos creem ser, somente a dor nos dentes ou dores de cabeça e mandíbula, ele pode ter consequências sérias se não for tratado da maneira que precisa, aumentando ainda mais a “dor de cabeça” do paciente, no sentido figurado da expressão. Então se informe melhor com este texto e oriente seus amigos.   As características do Bruxismo Considerado pela Odontologia e Medicina como um hábito parafuncional (afinal o paciente não percebe que está com a alteração comportamental, justamente por estar dormindo), o Bruxismo provoca o ranger rítmico dos dentes (pode ocorrer também de dia, mas é raro). Sua causa está diretamente ligada ao nível de estresse que o indivíduo está sofrendo, seja pressão no trabalho, familiar, social ou até pessoal (uma pessoa que se cobra demais e não vive bem). Tem pessoas que não sabem que possuem (não tiveram o hábito inconsciente notado por alguém) e só descobrem em uma avaliação ou exame odontológicos de rotina. Todo Bruxismo é um apertamento dentário, entretanto têm pessoas que possuem todos os sintomas do Bruxismo, então sofrem com o apertamento dentário, mas não rangem e desgastam os dentes.   Por que é necessário tratar O motivo de tratar o Bruxismo se refere justamente aos sintomas que ele provoca: uma pessoa que está estressada e com Bruxismo, acaba se estressando mais ainda com os sintomas que ele causa. Ranger de dentes (o que deixa-os desgastados e até com o esmalte afetado); dor na musculatura ao abrir e fechar a boca; forte apertar sentido nos...
A SAÚDE BUCAL DOS DIABÉTICOS

A SAÚDE BUCAL DOS DIABÉTICOS

Já ouviu falar que as pessoas diabéticas precisam ter cuidado redobrado com a saúde bucal? Isso está cientificamente comprovado e vale a pena ser sempre falado com os pacientes, afinal um diabético tem maior propensão de desenvolver doenças gengivais, como também cardíacas, acidentes vasculares encefálicos e doenças renais. Em relação à saúde da boca e dos dentes a gente explica nas próximas linhas.   Primeiramente, o que é diabetes? Doença que acomete pessoas no mundo inteiro, o diabetes é uma síndrome ligada ao metabolismo corporal, cuja origem é múltipla relacionada à falta ou incapacidade da insulina não trabalhar de forma correta no sangue. Como o diabetes muda por completo o metabolismo do indivíduo, o paciente precisa mudar seus hábitos de vida para conseguir preservar a sua saúde.   Entendendo a relação saúde bucal e diabetes Quem tem diabetes possui uma alta concentração de glicose no sangue (facilitando o desenvolvimento de bactérias), condição que se associada ao acúmulo de restos de comida na boca favorece o surgimento da cárie. Uma pessoa que não realiza a higienização correta após as refeições (escovação completa e uso de fio dental), tem chances também de ter gengivite, periodontite, infecção e cicatrização tardia, disfunção da glândula salivar, infecção por fungos, desajuste no paladar e outros desequilíbrios na cavidade oral. E o pior ainda pode ocorrer: caso o paciente diabético não consiga controlar os níveis de glicose no sangue, as doenças gengivais infelizmente podem se agravar. O motivo é que assim como qualquer infecção que acaba elevando o nível de açúcar no sangue, as doenças gengivais podem atuar desta maneira também, aumentando a glicose e dificultando...
5 ATITUDES PARA PERDER O MEDO DE IR AO DENTISTA

5 ATITUDES PARA PERDER O MEDO DE IR AO DENTISTA

Estudos comprovam, as pessoas que têm medo de ir ao dentista infelizmente possuem uma saúde bucal ruim. Isto porque o que era um simples desconforto acaba se tornando uma cárie, uma inflamação grave e o desequilíbrio só aumenta. Sendo medo ou fobia, não importa o grau do receio, a visita ao dentista é muito importante para a saúde da boca e do restante do corpo. Vamos aprender algumas medidas para quebrar essas barreiras?   Descubra qual é a raiz do problema Alguns pacientes não conseguem entrar no consultório, outros não suportam o som do “motorzinho” ou a possibilidade de sentir dor. O importante é descobrir o motivo: são as coisas que as pessoas falam que assustam; é uma experiência antiga ou trauma de infância; o que incomoda e causa tanto desconforto? Conversar com familiares, amigos ou até mesmo um psicólogo é uma opção que pode ajudar.   Encontre um profissional que transmita confiança Ache um dentista que te deixe à vontade e tranquilo. Pegue indicações de bons profissionais e veja se o perfil deles te atende. Se quiser, leve alguém que você tem intimidade (amigo, parente) pra te acompanhar nas primeiras consultas, ajuda saber que esta pessoa está na sala de espera. E na primeira consulta apenas converse: diga quais são seus medos e inseguranças, é preciso que o profissional te conheça.   Combine um sistema de comunicação com o dentista O profissional precisa entender e respeitar seu comportamento, como você costuma reagir (afinal, a boca é uma parte do corpo muito delicada). Combine com o dentista alguns sinais para você indicar se sentir dor ou incômodo, como levantar...
CIGARRO? NÃO, A SAÚDE BUCAL AGRADECE

CIGARRO? NÃO, A SAÚDE BUCAL AGRADECE

Vamos combinar que não só a saúde bucal, mas a saúde geral do seu corpo agradece por você não fumar. Hoje é o Dia Nacional de Combate ao Fumo e por isso decidimos falar sobre os riscos que este péssimo hábito causa para quem faz uso de cigarro branco, de palha, charuto, narguilé, drogas, dentre outros tipos. Para além do sorriso amarelado e o mau cheiro impregnado, tragar substâncias não é bom, confira.   Por que o tabagismo faz mal à saúde Ao fumar um cigarro ou outra espécie de tabaco, uma pessoa tem as substâncias químicas prejudiciais passando primeiro pela boca e garganta. À medida que o comportamento se repete, as chances de prejudicar a cavidade oral aumentam, o que gera o câncer de boca. Outra consequência do tabagismo é o enfraquecimento do sistema imunológico que ele provoca, alterando a capacidade de combater bactérias presentes na boca (retarda a cicatrização gengival), acarretando nas doenças periodontais.   O câncer bucal Praticamente todos nós aprendemos, desde criança, que o fumo não faz bem para o corpo, porém mesmo assim algumas pessoas adquirem o hábito. Não entraremos em questões culturais aqui, devemos orientar quanto à prevenção e manutenção da saúde bucal. Crescemos também ouvindo falar do câncer bucal provocado por tabagismo, o que é um fato: a ciência já comprovou que a maioria dos casos desta gravíssima doença ocorre em ex-fumantes. O motivo é que esta enfermidade acontece por causa de mutações nas células sadias da boca, alterações provocadas pelo tabagismo.   As doenças bucais oriundas do fumo Só que não é apenas com o câncer de boca que devemos nos...
A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

Tem hora que ao atendermos pacientes reclamando de alguma dor de dente, coincide deles falarem que haviam passado por um momento de estresse emocional horas antes do dente começar a doer. Ou que a rotina está muito puxada. Qualquer que seja o motivo, se ele está ligado à saúde emocional de uma pessoa, com certeza o desequilíbrio desta saúde pode afetar a saúde bucal. Nas próximas linhas a gente te explica. Entendendo um pouco o que acontece Não só na cavidade bucal, mas como em qualquer outra parte do corpo humano, os desequilíbrios psicológicos podem afetar as inconstâncias físicas, e o reverso também é possível. Se uma pessoa passa por estresse constante, o corpo dela estará liberando hormônios (hidrocortisona e cortisol), além de adrenalina. São substâncias que regulam o sistema imunológico, gerando efeitos pró-inflamatórios. Quando estes efeitos se juntam com uma má higiene bucal, o resto da história você já imagina um pouco, né.   O que o estresse pode causar na saúde bucal De um simples e passageiro inchaço a desconfortos mais graves, a saúde oral de uma pessoa que tem passado por estresse constante é coloca em cheque. Doenças periodontais, bruxismo (que pode desencadear enxaquecas, cefaléia e desgastes dos dentes), halitose, aftas, cáries e vários outros incômodos estão susceptíveis a surgirem. Isso sem falar quando o indivíduo necessita se medicar para combater o desequilíbrio emocional (casos de depressão, por exemplo) e os remédios afetam a produção de saliva, favorecendo a gengivite.   Como proceder para cuidar das duas saúdes Viver nos dias de hoje totalmente longe do estresse é algo complicado, a gente sabe. Ainda mais que...
Página 1 de 6123456