(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
Rua dos Tupis, 38 - Conj. 802
Centro - Belo Horizonte MG
5 problemas bucais mais comuns na terceira idade

5 problemas bucais mais comuns na terceira idade

Após vários anos ingerindo alimentos e bebidas, mastigando e cuidando da higiene bucal, é normal que a terceira idade seja a fase em que os dentes estão mais desgastados e frágeis, sensíveis mesmo. Para que você e sua família fiquem por dentro dos problemas bucais mais comuns desse período da vida, escrevemos este texto. Vale a pena compartilhar o assunto, todo cuidado com nossos avós, parentes e amigos que estão nesta fase é pouco. 1- Boca seca A xerostomia, normalmente conhecida como boca seca, ocorre quando a produção de saliva diminui, seja por causa de medicamentos que os idosos costumam tomar, seja por motivo de tratamentos mais fortes (câncer, por exemplo) ou por simples falta do hábito de beber água ao longo do dia. Este desequilíbrio precisa ser evitado ou corrigido, afinal a saliva possui propriedades antibacterianas que fazem parte da defesa do corpo contra infecções. 2- Cáries Uma pessoa idosa tem mais chance de sofrer com alterações bucais, como ter a gengiva mais retraída. Isso acaba deixando a raiz do dente mais exposta, o que aumenta a probabilidade de acontecer a ‘cárie de raiz’, o que compromete o dente e deixa a dentina mais hipersensível. A cárie não é saudável não só por questão da estrutura do dente, mas também porque dentes saudáveis são importantes para uma mastigação e deglutição eficazes, o que para a vida um idoso é essencial. 3- Cuidado com as próteses e implantes Não é todo idoso que sabe fazer a manutenção correta das próteses ou implantes que possui. Isso acarreta em incômodos, doenças e má qualidade de vida. Para mantê-los em bom estado,...
POR QUE TER DENTES LIVRES DO BRUXISMO

POR QUE TER DENTES LIVRES DO BRUXISMO

Um distúrbio odontológico que ainda acomete milhares de pessoas em todos os países é o Bruxismo. Diferente do que muitos creem ser, somente a dor nos dentes ou dores de cabeça e mandíbula, ele pode ter consequências sérias se não for tratado da maneira que precisa, aumentando ainda mais a “dor de cabeça” do paciente, no sentido figurado da expressão. Então se informe melhor com este texto e oriente seus amigos.   As características do Bruxismo Considerado pela Odontologia e Medicina como um hábito parafuncional (afinal o paciente não percebe que está com a alteração comportamental, justamente por estar dormindo), o Bruxismo provoca o ranger rítmico dos dentes (pode ocorrer também de dia, mas é raro). Sua causa está diretamente ligada ao nível de estresse que o indivíduo está sofrendo, seja pressão no trabalho, familiar, social ou até pessoal (uma pessoa que se cobra demais e não vive bem). Tem pessoas que não sabem que possuem (não tiveram o hábito inconsciente notado por alguém) e só descobrem em uma avaliação ou exame odontológicos de rotina. Todo Bruxismo é um apertamento dentário, entretanto têm pessoas que possuem todos os sintomas do Bruxismo, então sofrem com o apertamento dentário, mas não rangem e desgastam os dentes.   Por que é necessário tratar O motivo de tratar o Bruxismo se refere justamente aos sintomas que ele provoca: uma pessoa que está estressada e com Bruxismo, acaba se estressando mais ainda com os sintomas que ele causa. Ranger de dentes (o que deixa-os desgastados e até com o esmalte afetado); dor na musculatura ao abrir e fechar a boca; forte apertar sentido nos...
SÓ O APARELHO QUE CORRIGE O ESPAÇO ENTRE OS DENTES?

SÓ O APARELHO QUE CORRIGE O ESPAÇO ENTRE OS DENTES?

O espaço que incomoda no sorriso por causa de dentes separados geralmente é corrigido por técnicas tradicionais, como aparelho ortodôntico ou cirurgias. Como um dos objetivos da Odontologia é sempre garantir a saúde do sorriso por meio de procedimentos avançados, hoje vamos falar das lentes de contato para resolver a questão deste espaçamento entre os dentes. A comodidade das lentes de contato Aquele método indolor para melhorar a vida de quem tem dentes separados foi desenvolvido e se chama lente de contato odontológica. Feitas de porcelana (portanto são resistentes e se parecem bastante com o dente natural), as lentes de contato são ultrafinas e têm formato personalizado pra cada paciente, que pode até escolher a cor que deseja. Aplicadas por cima dos dentes, elas fecham os espaços extras entre os mesmos, deixando o sorriso mais uniforme. Vantagens das lentes de contato Este tipo de tratamento traz ao paciente não só o benefício principal de transformação do sorriso, melhorando a estética dele. Mas também outras conveniências que muita gente não conhece, como: a correção é feita sem desgastar muito os dentes naturais, o que preserva o esmalte; não exige cirurgia; não precisa recobrir toda a superfície do dente para a correção desejada; se o paciente cuidar direitinho, elas podem durar anos. Quer um exemplo de como a lente de contato atua na mudança do sorriso de uma pessoa? Em casos de um dente torto, ela ajusta o posicionamento, alinhando com o dente do lado. Quando usada em mais de um dente, sua aplicação costuma ser feita aos pares, indo dos incisivos (os dentes da frente) até o primeiro pré-molar, na...
A IMPORTÂNCIA DO BEBÊ MAMAR NO PEITO DA MÃE

A IMPORTÂNCIA DO BEBÊ MAMAR NO PEITO DA MÃE

O aleitamento materno é um hábito vital para o recém-nascido, saiba os porquês   Falar sobre a saúde bucal dos bebês é um assunto que amamos, e por isso vamos falar da importância da amamentação no desenvolvimento do rostinho deles. Por incrível que pareça, quando o bebê se alimenta do leite materno diretamente no seio da mãe, ele está contribuindo para a formação de sua própria face. Olha só que interessante.   Benefícios gerais da amamentação   São diversos os benefícios que ela gera, como desenvolvimento do sistema imunológico do bebê (evitando alergias, anemia, doenças futuras, cólicas) assim como da mãe (o risco de câncer de mama é diminuído), aumento do laço afetivo. Queremos dar destaque para o estímulo que este hábito provoca no crescimento e desenvolvimento correto da musculatura oral do bebê. Ou seja, todo a formação facial é aprimorada pelo aleitamento materno, inclusive o desenvolvimento da fala. Fantástico, não é?   Aleitamento materno é um exercício para o bebê   Ao mamar diretamente no seio materno, o bebê faz a primeira ginástica facial que lhe é capaz, o que estimula corretamente os ossos do rostinho dele. Desta forma a face e a dentição crescem em harmonia, facilitando uma boa oclusão dos dentes (o que evita a necessidade de tratamentos ortodônticos e extrações no futuro). Já o bebê que só se alimenta pela mamadeira a oclusão e posicionamento dentário não serão bons, afetando o crescimento dos dentes de leite e dos permanentes.   Bebês preparados para a mastigação   O movimento de sucção do leite materno é um preparo para quando o bebê tiver que se alimentar de...
CÁRIE, AQUELA QUE ESTÁ NA BOCA DO POVO

CÁRIE, AQUELA QUE ESTÁ NA BOCA DO POVO

ENTENDA E APRENDA AGORA COMO SE PREVENIR DESSA DOENÇA Um dos alertas que todos nós ouvimos falar desde a infância é sobre a terrível cárie. Os pais ensinam aos filhos que escovar os dentes é importante para ‘não dar cárie’, e que comer muitos doces também favorece a doença. Pois bem, para que você e sua família saibam um pouco mais sobre essa vilã da saúde bucal, confira a seguir algumas informações importantes. Muito cuidado, pois ela é uma doença Aos que acreditam que é exagero, calma-lá: a cárie é uma doença causada por bactérias que vivem na boca. Caso o paciente não a trate, ela pode destruir o dente (um ou mais deles), alcançar a polpa (o nervo do dente) e virar um abcesso, que já é a infecção na ponta da raiz do dente. O abscesso é tratado fazendo canal, cirurgia ou até a extração do dente. É sério pessoal, a cárie pode evoluir para complicações super doloridas e perigosas para a saúde. O que provoca a cárie Quando nos alimentamos, seja por refeições sólidas, pastosas ou líquidas (exceto água pura própria para beber), acabamos por sujar a boca. E as bactérias que vivem em nossa boca sobrevivem dos restos de alimentos que encontram, transformando (principalmente o açúcar e amido) em ácidos. São exatamente estes ácidos que destroem o esmalte do dente, deixando-o frágil. Isso porque a placa bacteriana (formada por bactérias, ácidos, resíduos de comida e saliva) grudam no dente, podendo se mineralizar e virar tártaro. Como se prevenir Cuidar da saúde bucal é menos dolorido e mais econômico, pode apostar. Mantenha uma boa higiene da...
VIDA NOVA PARA QUEM COLOCA IMPLANTE

VIDA NOVA PARA QUEM COLOCA IMPLANTE

Não é um exagero dizer que as pessoas que investem no implante dentário como tratamento para a falta de um ou mais dentes adquirem uma vida renovada. De ações cotidianas como alimentação, higiene bucal e diálogo, aos eventos esporádicos como uma entrevista de emprego ou uma festa importante, tudo fica melhor e mais fácil de ser vivido. Dando sequência à nossa série de posts sobre este tipo de tratamento odontológico, apresentaremos mais alguns esclarecimentos, veja só.   Como ocorrem as etapas de trabalho do implante Quando o paciente decide fazer o implante, o tratamento começa a partir do planejamento. Nessa etapa o dentista analisa os objetivos do paciente e o que é viável e saudável de ser feito. Definido como ocorrerá o tratamento, é realizada a cirurgia para colocar os implantes. Se forem implantes com carga imediata, dentes provisórios precisam ser colocados no mesmo dia da cirurgia. Caso sejam implantes tradicionais, há o prazo de cerca de 5 ou 6 meses para o paciente receber os dentes definitivos.   Contraindicações e taxa de sucesso do tratamento Nem é todo mundo que pode colocar implante odontológico. Em casos de pacientes jovens com a fase de crescimento dos dentes incompleta, o implante não é indicado. Os pacientes com debilidade sistêmica (diabéticos, cardíacos etc) só fazem o implante caso o médico permita – se for apresentado o risco cirúrgico (procedimento pedido a qualquer paciente que faz o implante) sem liberação do médico, o tratamento não será realizado. Tabagismo e hábitos parafuncionais são fatores que podem influenciar no sucesso do tratamento, que tem geralmente uma taxa de 98% de êxito. E se por...
Página 1 de 3123