(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br

COMO UMA GRÁVIDA DEVE CUIDAR DA DOR DE DENTE

COMO UMA GRÁVIDA DEVE CUIDAR DA DOR DE DENTE

Quando uma mulher descobre que está grávida, geralmente ela é orientada quanto ao que pode ou não pode comer, quais remédios pode tomar e por aí se vão os cuidados. E quando ela, de repente, sente uma dorzinha chata (ou forte) no dente ou gengiva? Como proceder? O texto de hoje foi escrito para orientar você, mamãe em gestação ou aquelas mulheres que um dia vão engravidar. Pode vir que o papo é sério, olha só.

 

Causas para dor de dente em grávidas

A gravidez é um período em que todo o corpo da mulher fica sensível, afinal tem outra vida sendo gerada nele. A futura mamãe pode ter gengivite, que é uma inflamação da gengiva, ou incômodos relacionados a dente quebrado, abscesso ou o siso apontando. Um cárie (principalmente porque o desejo por comer doces aumenta) também pode gerar desconforto nas grávidas, assim como a hipersensibilidade aumentada na cavidade bucal (devido à produção em excesso de hormônios), que rejeita certos alimentos quentes ou frios.

 

Para evitar as dores

Algumas medidas podem ser tomadas para que a mulher grávida não sofra tanto com a hipersensibilidade na boca e nos dentes, como manter a higiene bucal sempre em dia (escovação completa, incluindo o uso de fio dental). O Pré-natal Odontológico precisa ser feito sim, só o dentista é capaz de avaliar o estado da saúde bucal de uma grávida, verificando se os sintomas estão dentro do esperado. Sem falar no tratamento preventivo que o dentista é capaz de fazer, evitando complicações que talvez ocorreriam se não fosse o acompanhamento odontológico.

 

Em caso de dores…

Visite seu dentista o quanto antes, futura mamãe! Marque um horário e explique tudo o que incomoda, sem vergonha de relatar certos alimentos ingeridos (ainda mais quando surgem aqueles desejos loucos). Não deixe o tempo passar e o risco do incômodo virar uma dor grave, capaz de piorar e colocar a vida da gestante e do bebê em risco. Há os casos em que ocorre o parto prematuro por causa de doença periodontal, além das situações em que o  bebê nasce com baixo peso devido às bactérias que estavam presentes na boca da gestante (um canal que não foi tratado, por exemplo) e que acabam passando pela placenta.

 

Quais medicamentos utilizar

A melhor forma de saber qual medicamento uma gestante pode ingerir é perguntando ao médico que a acompanha. O tipo de remédio que uma futura mamãe pode tomar deve ser perguntado ao ginecologista e ao dentista da mesma, somente estes profissionais são capazes de orientar a grávida com opções que não comprometerão a saúde dela e do bebê. Jamais uma gestante deve se automedicar, todo e qualquer cuidado é pouco no período de gestação.
Na Mr. Clean este assunto é tratado com muito carinho com cada grávida por meio do PAP, Programa de Acompanhamento Preventivo. É pelo PAP que nossos dentistas orientam a grávida e sua família quanto aos hábitos que precisam ser criados ou reformulados, tudo de forma a promover uma saúde bucal de alta qualidade para a futura mamãe e o bebê que irá nascer. Conhece alguma grávida que se interessa por este tema? Passa o telefone da gente, vamos adorar recebê-la aqui! 😉

Você também pode gostar de:


A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

Tem hora que ao atendermos pacientes reclamando de alguma dor de dente, coincide deles falarem que haviam passado por um momento de estresse emocional horas antes do dente começar a doer. Ou que a rotina está muito puxada. Qualquer que seja o motivo, se ele está ligado à saúde emocional de uma pessoa, com certeza o desequilíbrio desta saúde pode afetar a saúde bucal. Nas próximas linhas a gente...
Necessidade de ir ao dentista

Necessidade de ir ao dentista

A falta de informação é grande inimiga do sorriso. Ir ao dentista com frequência é a melhor forma de manter o sorriso em dia. Além do tratamento, o dentista pode tirar dúvidas sobre dentes e saúde bucal no geral, incluindo lábios, língua, e gengiva. Com avanço da tecnologia o tratamento dentário está mais acessível, e a Mr. Clean oferece planejamento por etapa, o que deixa o cliente a vontade...
DIVERSÃO COM SORRISO SAUDÁVEL

DIVERSÃO COM SORRISO SAUDÁVEL

Piscina, parque, brincadeiras de correr e pular. Chegou a época das crianças curtirem as férias. Tempo bom para elas aproveitarem a infância, é esperado que os pais ou responsáveis fiquem de olho nas atividades recreativas, assim como também na saúde bucal. Férias não significa deixar o cuidado com os dentes de lado e com medidas simples você orienta e cuida da meninada, saiba mais a seguir.   Acompanhar as...
A IMPORTÂNCIA DE HIGIENIZAÇÃO BUCAL DEPOIS DOS IMPLANTES

A IMPORTÂNCIA DE HIGIENIZAÇÃO BUCAL DEPOIS DOS IMPLANTES

A higiene bucal para quem fez implantes é extremamente necessária e não pode ser negligenciada de forma alguma. Como os dentes naturais, os implantes precisam da mesma higienização, pois estão sujeitos a placa bacteriana e doenças bucais que afetam a saúde geral. Apesar do maior polimento, os implantes formam placas e nada justifica a falta de higiene. Se você tem implantes e não higieniza conforme todos os padrões, corre...
O PODER DELE, O DIÓXIDO DE CLORO

O PODER DELE, O DIÓXIDO DE CLORO

Outro dia falamos aqui de um problema bucal que algumas pessoas enfrentam e que é capaz de gerar desconfortos e dificuldades de convívio social: o ​mau hálito​. Hoje iremos dar continuidade ao assunto, mas tratando sobre um produto que é um grande aliado no tratamento da halitose – o dióxido de cloro. Em que consiste o produto O dióxido de cloro é encontrado em ​enxaguantes bucais e atua como...
Sua Boca, sua Saúde

Sua Boca, sua Saúde

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM PNEUMONIA NOSOCOMIAL? Hoje alertamos para a pneumonia nosocomial que acomete grande parte dos pacientes entubados, tanto, em ambiente hospitalar como doméstico. A incidência de bactérias colonizadoras e oportunistas que se alojam na cavidade bucal, tem relação direta com a causa de doenças pulmonares e cardíacas, entre outras. A pneumonia nosocomial é a segunda infecção hospitalar mais comum e a causa mais frequente de morte...