(31) 3284-3223 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br

Ortodontia

O que é ortodontia?

OrtodontiaOrtodontia é uma especialidade odontológica que corrige a posição dos dentes e dos ossos maxilares posicionados de forma inadequada. Dentes tortos ou dentes que não se encaixam corretamente são difíceis de serem mantidos limpos, podendo ser perdidos precocemente, devido à deterioração e à doença periodontal. Também causam um estresse adicional aos músculos de mastigação que pode levar a dores de cabeça, síndrome da ATM e dores na região do pescoço, dos ombros e das costas. Os dentes tortos ou mal posicionados também prejudicam a sua aparência.

 Aparelhos fixos podem ser:

 

Aparelho Invisível

Também chamado de “Alinhadores Invisíveis”, este tipo de aparelho é indicado pelos dentistas em casos mais simples de ortodontia, como uma má oclusão causada por apinhamento (dente torto até 4 milímetros), diastema (de 3 a 4 milímetros de espaço entre os dentes), intrusão, extrusão, expansão e desvio de linha média.

É um tratamento que tem conquistado cada vez mais novos adeptos justamente pela grande vantagem que proporciona ao paciente: melhorar o posicionamento dos dentes sem ter que mudar o estilo de vida. Muitos jovens e adultos estão optando por esse aparelho por enxergarem nele a discrição, eficácia e rapidez na correção dos dentes.

Planejado todo em 3D, é possível visualizar o resultado final antes mesmo de iniciar o uso dos alinhadores. É um tratamento, portanto, customizado – feito sob medida para os pacientes. Outros benefícios que o aparelho invisível oferece são:

 – é removível (as placas transparentes podem ser retiradas na hora da alimentação, higiene bucal ou até em ocasiões especiais);

– altamente estético (corrige o sorriso sem interferir no mesmo, nem parece que a pessoa está de aparelho);

– eficiente (resultados perceptíveis já nas primeiras semanas de uso);

– confortável (é o sonho concretizado de corrigir os dentes sem bráquetes ou fios metálicos, que acabam machucando lábios, língua e bochechas);

– redução do tempo de tratamento (normalmente dura de 03 a 12 meses, depende do número de placas usadas pelo paciente);

– dá uma maior percepção do andamento do tratamento, se comparado aos demais aparelhos;

– conveniência (pode ser utilizado em qualquer ambiente, seja trabalho, academia, escola etc);

– geralmente é mais aceito pelos adultos.

 Sobre o passo a passo do tratamento:

  • Na avaliação inicial será pedida a Documentação Ortodôntica Inicial;
  • Após a chegada da Documentação Ortodôntica Inicial, é solicitado o escaneamento, que será feito pelo o profissional da Compass 3d na Mr.Clean, para definição da quantidade de placas;
  • Ocorre a chegada das placas e do relatório da Compass 3d para execução do tratamento ortodôntico;

 As placas são programadas por computação, flexíveis, de material não tóxico, inodoro, biocompatíveis com ambiente bucal e geralmente são trocadas de 15 em 15 dias. Portanto, cada placa trocada vai movimentando aos poucos os dentes.

Algumas observações importantes sobre o tratamento:

  • as placas devem ser usadas 24 horas por dia (tira somente na hora da alimentação ou higienização);
  • após o uso das placas, talvez seja necessário o refinamento, portanto uma nova moldagem e escaneamento são feitos;
  • o uso de contenção é indicado quando termina o tratamento ortodôntico tradicional, com controles periódicos feitos junto ao profissional.

Auto Ligado

morelli-aparelho-auto-ligado O aparelho auto ligado é o aparelho ortodôntico mais moderno, inovador e tecnológico da atualidade. Este aparelho ortodôntico recebe este nome, porque o sistema tipo trava usado nos bracketts desta técnica ,não usam os elásticos como nos aparelhos convencionais, para segurar o fio ao brackett, por este motivo que recebe este nome de auto ligado.
O aparelho auto ligado é mais fácil de ser higienizado? Sim. Está comprovado que os elásticos por serem porosos são responsáveis pelo acúmulo de resíduos alimentares, provocando cárie,gengivite,tártaro,mau hálito dificultando desta forma a manutenção da saúde bucal.

Porque o resultado do tratamento com o aparelho auto ligado é considerado mais rápido que os aparelhos convencionais? O tratamento com o aparelho auto ligado é considerado mais rápido, porque também está comprovado que neste sistema ,existe menor atrito do fio no brackett por não ter o uso do elástico. O fio desliza no brackett e assim permite a aplicação de uma força mais suave ,menos incômoda e desta forma se torna mais confortável.

É verdade que, com o aparelho auto ligado pode-se evitar extrações de dentes permanentes? Sim. O aparelho auto ligado possibilita maior expansão dos arcos e desta maneira amplia-se a quantidade do perímetro ósseo ,garantindo mais espaço para os dentes permanentes. A colocação do aparelho auto ligado é igual a do aparelho convencional? Sim. A sessão para a colocação do aparelho auto ligado é idêntica a do aparelho convencional o que diferencia é a técnica para a movimentação dos dentes.
O aparelho auto ligado tem indicação para paciente com problema periodontal(osso,gengiva)? Sim. A ausência de elástico faz com que acumule menor quantidade de resíduos alimentares facilitando a manutenção da saúde bucal.O deslize do fio na canaleta do brackett com menor atrito torna mais leve para osso a movimentação.

 

Mulher sorrindo

Aparelho estético

Constantemente nossa equipe é procurada por pessoas que desejam usar aparelhos ortodônticos e sem dúvida o fator estético é a principal causa dessa busca. O que muitos não sabem é que esses dentes desalinhados além de prejudicarem a auto-estima, também podem ser a causa de vários problemas bucais, como cáries e doenças gengivais. Além disso, também podem prejudicar a fala e até mesmo o processo de digestão, uma vez que esta se inicia na boca com uma correta mastigação.

Muitas pessoas podem pensar em usar aparelhos ortodônticos, basta que tenham uma boa saúde bucal. O fato de não haver mais crescimento da face, não impede que algumas correções sejam feitas. É claro que existirão limitações no tratamento de um adulto, porém garantir um sorriso alinhado e bonito é possível e pode ser alcançado por meio de aparelhos estéticos para aqueles que não gostam do famoso ¨sorriso metálico¨. Apenas seu dentista ou ortodontista poderá determinar se você poderá se beneficiar de um tratamento ortodôntico.

Com base em alguns instrumentos de diagnóstico que incluem um histórico médico e dentário completo, um exame clínico, moldes de gesso de seus dentes e fotografias e radiografias especiais, o ortodontista ou dentista poderá decidir se a ortodontia é recomendável e desenvolver um plano de tratamento adequado para você. Este é o tipo mais comum de aparelho; consiste de bandas, fios e/ou braquetes. As bandas são fixadas em volta de vários dentes ou um só dente, e utilizadas como âncoras para o aparelho, enquanto que os braquetes são presos na parte externa do dente. Os fios em forma de arco passam através dos braquetes e são ligados às bandas. Apertando-se o arco, os dentes são tracionados, movendo-se gradualmente em direção à posição correta.

Os aparelhos fixos são geralmente apertados a cada mês para se obter os resultados desejados, que podem ocorrer no prazo de alguns meses até alguns anos. Atualmente eles são menores, mais leves e exibem bem menos metal que no passado. Podem apresentar cores vivas para as crianças, bem como estilos mais claros, preferidos por muitos adultos.

Utilizados para controlar o hábito de chupar o dedo ou a língua “presa”, estes aparelhos são fixados aos dentes através de bandas. Por serem muito desconfortáveis durante as refeições, devem ser utilizados apenas como um último recurso. Mantenedor de espaço fixo – se o dente de leite é perdido precocemente, um protetor de espaço é utilizado para manter este espaço aberto até que o dente permanente nasça. Uma banda é cimentada ao dente próximo ao espaço vazio e um fio é estendido até o dente do outro lado do espaço. Aparelhos móveis incluem:

Niveladores

Uma alternativa para os aparelhos convencionais para adultos, niveladores em série estão sendo utilizados por um número crescente de ortodontistas para mover os dentes da mesma forma que os aparelhos fixos, mas sem os fios de aço e os braquetes. Os niveladores são virtualmente invisíveis e removíveis para que o usuário possa se alimentar, escovar os dentes e passar o fio dental.

Mantenedores de espaço móveis

Ortodontia Estes aparelhos têm a mesma função que os mantenedores fixos. São feitos com uma base acrílica que se encaixa sobre a mandíbula e têm braços de plástico ou arame entre determinados dentes que devem ser mantidos separados.

 

Aparelhos reposicionadores de mandíbula

Também chamados de talas, estes aparelhos podem ser utilizados no maxilar superior ou mandíbula, e ajudam a “treinar” a mandíbula a fechar em uma posição mais favorável. São utilizados para disfunções da articulação temporomandibular (ATM).

Amortecedores de lábios e bochechas

São destinados a manter os lábios e bochechas afastadas dos dentes. Os músculos dos lábios e bochechas podem exercer pressão sobre os dentes e os amortecedores ajudam a aliviar esta pressão.

 

Expansor palatino

Um mecanismo utilizado para alargar o arco da mandíbula superior. Consiste em uma placa de plástico que se encaixa sobre o céu da boca. A pressão externa aplicada sobre a placa por meio de parafusos força as juntas dos ossos do palato a se abrirem para os lados, alargando a área palatina.

 

Contentores móveis

Utilizados no céu da boca, estes aparelhos de contenção previnem que os dentes voltem à posição anterior. Podem também ser modificados e utilizados para evitar que a criança chupe o dedo.

 

Dúvidas sobre ortodontia

pessoa com aparelho 1 – O que é ortodontia? Ortodontia é a especialidade da Odontologia que estuda o crescimento e desenvolvimento da face, bem como o desenvolvimento das dentições decídua (de leite), mista e permanente e seus desvios de normalidade, prevenindo, interceptando e corrigindo as más oclusões.

2- Em que idade deve ser realizada a primeira consulta ao ortodontista? Apesar de não existir idade mínima para realizar a primeira consulta, a época mais oportuna para se procurar um ortodontista é no começo da troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes, ou seja, no início da dentição mista.

3- O clínico geral poderá fazer essa avaliação inicial e encaminhar o paciente se necessário? Sim. O clínico geral ou o odontopediatra (dentista responsável pelo tratamento em crianças) normalmente estão preparados para detectar alguma alteração da normalidade e encaminhar para uma avaliação ao ortodentista.

4- Quais os tipos de correções realizadas? O ortodontista, atualmente, inicia seu tratamento com condutas mais simples, como a manutenção de espaços nos casos de perda prematura de dentes, corrigindo até casos mais complexos, como os tratamentos ortodômicos associados ao aumento ou diminuição cirúrgica dos maxilares.

5- Quando da necessidade de tratamento, quais os benefícios além da estética? A função principal do tratamento ortodôntico é restabelecer a oclusão dentária (perfeito engrenamento dos dentes superiores e inferiores), que é fundamental para a correta mastigação e, conseqüentemente, adequada nutrição e saúde bucal. Com o restabelecimento da oclusão, evitam-se problemas de respiração, deglutição, fala e da articulação temporomandibular.

6- O paciente adulto poderá se submeter ao tratamento? Sim. Não existe idade máxima para a realização de tratamento ortodôntico, embora no paciente adulto alguns cuidados especiais devam ser tomados, principalmente em relação aos tecidos de suporte dos dentes, que podem chegar a contra-indicar o tratamento. Este pode ser mais lento e limitado, devido a falta de crescimento, problemas periodontais, perdas de elementos dentários e maior comprometimento das estruturas dentárias devido a próteses ou restaurações extensas.

7- Quais são os tipos de aparelhos? Os aparelhos podem ser divididos em dois grupos: o fixo e o removível. Os aparelhos fixos são unidos aos dentes através de uma substância adesiva ou cimento; são compostos por bráquetes (metálicos, plásticos ou cerâmicos), tubos e anéis, que suportam o arco metálico responsável pela movimentação dentária. Permitem maior movimentação dos dentes e independem da colaboração do paciente. Já os aparelhos removíveis são encaixados na boca, podendo ser retirados pelo paciente ou pelo ortodontista, e dependem da colaboração do paciente. Podem ser ortodônticos, os quais realizam pequenas movimentações dentárias, ou ortopédicos, utilizados nas correções esqueléticas (ósseas).

8- Existe aparelho estético? Sim, hoje em dia, existem aparelhos como os de cerâmica, que são bastante estéticos, em que as peças de suporte se confundem com a colaboração do dente.

9- Quanto tempo demora em média o tratamento? É difícil de se prever o tempo de um tratamento ortodôntico, pois este depende de vários fatores, como respostas biológicas individuais, tipo de má oclusão, tipo de aparelho utilizado e colaboração do paciente. Um tempo médio é de vinte e quatro a trinta meses de tratamento ativo.

10- É dolorido? O tratamento ortodôntico, no início, causa uma certa sensibilidade, principalmente na fase de colocação do aparelho. Após essa fase, existirá algum desconforto para o paciente cerca de 24 a 48 horas após os ajustes praticados pelo ortodontista.

11- Existe algum risco no tratamento? Quando o tratamento é bem planejado e executado por profissional qualificado, não existem riscos maiores ao paciente, desde que este siga todas as instruções dadas, principalmente no aspecto de higiene bucal, pois os detritos podem causar problemas gengivais, periodontais, manchas brancas ou, mesmo, cáries dentárias.

12- Se os pais possuem má posição dos dentes, o mesmo pode ocorrer com os filhos? Sim. Apesar de o problema genético ser um dos fatores do aparecimento da má oclusão nos filhos, outros fatores podem levar a tratamento ortodôntico, como respiração bucal, sucção prolongada de dedo ou chupeta, deglutição atípica e anomalias dentais.

13- É necessário extrair dentes permanentes? Em muitos casos, a extração de dentes permanentes se faz necessária, principalmente naqueles em que há falta de espaço para a acomodação de todos os dentes no arco. O resultado deve ser um perfil harmonioso, agradável, com lábios contactados, sem esforço muscular e perfeita harmonia dentária. Quando bem indicadas, as extrações não trazem prejuízo algum ao paciente.

14- Existe a possibilidade de os dentes retornarem à posição original? À posição original, não. Podem ocorrer pequenas acomodações pós-tratamento, que podem estar ligadas ao crescimento e às alterações funcionais. Essa tendência é normalmente bem controlada e minimizada através de um bom planejamento, de perfeita execução da técnica ortodôntica, bem como da utilização correta dos aparelhos de contenção. Atendemos os seguintes convênios: Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Rede Unna (união da Rede Dental(antiga unimed aqui em BH), Odontoprev e Bradescosaude e Amil. (somente ortodontia)

 

 

Odontologia estética

Transforme seu sorriso agora

Agende sua avaliação

* Nome

e-mail

Telefone fixo + ddd

Celular + ddd

Melhor horário para contato

Qual a sua necessidade ?

Tudo Sobre Implantes Dentários

Muito se fala sobre implantes dentários, muitas são as propagandas e o paciente fica sem saber o que é e o que não é possível de se fazer. Aqui iremos tentar mostrar o que você deve estar atento quando se programar para esse tipo de tratamento.

Leia Mais