(31) 3284-3223 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br

SORRISOS BRANCOS E APAIXONADOS

SORRISOS BRANCOS E APAIXONADOS

Na semana dos Namorados, resolvemos falar sobre amor. Não, espera, vamos falar sobre os sorrisos que o amor provoca. Todo indivíduo apaixonado sai por aí sorrindo à toa, espalhando alegria, num é mesmo? Agora imagine quando essa pessoa tem um sorriso branco? Ela sorri ainda mais, segura de si e atraindo olhares e outros sorrisos. O amor está no ar e os sorrisos com dentes brancos estão aqui no blog dessa semana, vem ver.

 

Todo mundo ama dentes brancos

 

Você, seu amor, e as pessoas à sua volta que interagem com você também gostam de ver um sorriso com dentes branquinhos, clareados, que dão gosto de observar. Quem tem o sorriso branco não sente medo de se expressar nas atividades rotineiras, em eventos ou em apresentações em público. Portanto, dentes bonitos elevam a autoestima, o amor próprio.

 

Em compromisso com um sorriso bonito

 

E também com todas as outras oportunidades que você pode viver, inclusive ao lado do seu amor. Um sorriso branco e saudável torna tudo mais fácil, causa boa impressão, faz bem para você e para seus relacionamentos (amorosos, profissionais, de amizade, familiares). Porque ter uma higiene bucal correta não é garantia de sorriso branco, com o passar dos anos alguns fatores influenciam na cor dos dentes (genética, medicação, problemas de canal, certas bebidas e alimentos ingeridos).

 

O amor requer cuidados, assim como o sorriso

 

O tratamento mais efetivo e seguro de clareamento é prescrito por dentistas, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) determina. Cada caso de pessoa que deseja clarear os dentes precisa ser avaliado por um profissional que falará o melhor tipo de tratamento que pode ser feito (a laser, caseiro com moldeira etc).

 

Para o sucesso do tratamento é necessário que a boca esteja limpa e saudável, sem inflamação gengival e sem cáries, nenhum problema bucal, caso contrário o paciente poderá desenvolver uma grande sensibilidade nos dentes (tá vendo por que o acompanhamento do dentista é tão importante?).

 

Ao procurar um profissional especialista, é comum ele pedir radiografias e também fazer uma profilaxia bucal antes do clareamento. É quando o dentista fará uma limpeza profunda (para retirar tártaros) e deixar seus dentes prontinhos para o tratamento. O investimento vale a pena pelos motivos que listamos acima, então que tal você dar de presente para a pessoa que você ama (ou até pra você mesmo) um clareamento? Lembre-se sempre que sorrir pro espelho, pro seu amor e pra vida com dentes brancos é essencial!

 

Você também pode gostar de:


NÃO PARTICIPE DO DESFILE DE DOENÇAS OUTONO/INVERNO

NÃO PARTICIPE DO DESFILE DE DOENÇAS OUTONO/INVERNO

As temperaturas caem e a imunidade das pessoas também caem. Isso porque as doenças de outono e inverno são enfermidades típicas da época, que acabam se espalhando e trazendo incômodos para todos nós. Como praticamos a filosofia de que prevenir é melhor do que remediar, se liga nas orientações que preparamos pra você curtir o friozinho da estação com muita saúde.   Por que aumentam as doenças respiratórias nessa época   Com o frio as vias aéreas (em resumo são: nariz, boca, garganta e pulmões) de muita gente irrita. Para piorar, a umidade relativa do ar cai e ocorre a inversão térmica (a poluição fica acumulada na atmosfera). Junte esses fatores às concentrações de pessoas em locais fechados e pouco arejados, usando roupas e cobertores de lã que ficaram guardados e acumularam poeira. O resultado é o aumento de doenças respiratórias mesmo.   Quais são as mais comuns   Nessa época do ano ocorrem muitos quadros de doenças respiratórias infecciosas, inflamatórias e alérgicas. As mais comuns são as infecções respiratórias, com destaque para a gripe e o resfriado. Uma observação importante é a diferença entre as duas: a gripe é causada somente pelo vírus influenza e é mais grave. Ela apresenta os sintomas do resfriado (causado por vários vírus) como coriza e corpo ruim, mais febre alta – pode deixar a pessoa acamada.   Há outras doenças que geram incômodos para as pessoas devido à transmissão que elas possuem: pela saliva quando o infectado fala, tosse ou espirra. Entram nesse grupo a pneumonia (que é um perigo enorme pois pode surgir de uma gripe mal curada), a tuberculose e...
Sorrir para ajudar outros a sorrirem

Sorrir para ajudar outros a sorrirem

O post de hoje é sobre um assunto que tem sido divulgado com frequência neste mês e que merece um pouco da nossa atenção, estamos falando do Setembro Amarelo. Como temos o costume de usar a hashtag #SorrirFazBem nas redes sociais da Mr. Clean, pois acreditamos  nesta expressão, resolvemos associar no texto abaixo a nossa crença com o alerta que tem crescido ano após ano, em todo o mundo. Sobre o Setembro Amarelo Assim como existem outros meses do ano que têm sido coloridos para ganhar a atenção das pessoas para uma causa importante, há dois anos surgiu o Setembro Amarelo, um movimento internacional que visa a conscientização da prevenção do suicídio. Infelizmente o número de mortes por suicídio tem crescido, ele já é maior do que outras doenças graves, fato que justifica falar mais sobre o assunto. Muitas pessoas vivem momentos de extrema sensibilidade emocional que podem acarretar em algum desequilíbrio (depressão, transtornos, síndromes etc) que precisa ser tratado com especialistas da área médica, de preferência desde o início para evitar consequências graves. A ajuda É nestas horas que a gente, como familiar ou amigo, para e pensa se possui alguém conhecido que possa ser ajudado. A realidade é que você pode ajudar sim esta pessoa, porém o melhor é que o auxílio seja feito por meio de um acompanhamento médico, com profissionais da saúde e de áreas similares e afins que já sabem lidar ao certo com estes tipos de quadros clínicos. São profissionais qualificados para isto, que saberão conversar da melhor maneira com a pessoa, mostrando para ela que é possível acabar com aquela dor. Como...
O BÁSICO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE AFTAS

O BÁSICO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE AFTAS

Começa com um leve incômodo em uma parte minúscula da boca. Aí esse desconforto evolui e de repente.. apareceu uma afta! Bom, as aftas não aparecem sem causa, uma mordida errada na bochecha ou lábios e o uso de aparelhos fixos também podem ocasionar seu aparecimento. Os fatores provocadores variam e merecem atenção, acompanhe a seguir.   Primeiro, o que é uma afta?   Também chamada de estomatite aftosa recorrente EAR), a afta é uma lesão (úlcera) oval esbranquiçada (ou amarelada) que pode surgir em qualquer parte da boca – língua, lábios, gengiva, garganta. As aftas não possuem pus, bactérias ou sinal de infecção; variam de tamanho e geralmente são bem dolorosas.   Quais são suas causas?   Variam, por isso é importante se informar. Tem hora que uma afta pode aparecer por causa que a pessoa ingeriu certos tipos de alimentos (veremos adiante quais); devido a deficiências de ferro e vitaminas no corpo (como B9, B6 ou B12); em virtude de estresse emocional ou traumas locais na boca (um machucadinho que virou afta); quando a pessoa sofre com distúrbios gastrointestinais (como doença celíaca, de Crohn).   As etapas de uma afta   O ciclo da estomatite aftosa recorrente, vulgo afta, não é definido, depende muito da resposta do organismo. Geralmente inicia com um desconforto na mucosa da boca que, de 24 a 48 horas depois, pode apresentar um ponto avermelhado. Se ela continuar a evoluir, seu núcleo fica esbranquiçado e ao amadurecer, a ferida surge no centro da lesão. É comum seu desaparecimento ocorrer em sete dias (sem tratamento algum).   Como tratar   Se a afta persistir...
A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

A RELAÇÃO DA SAÚDE EMOCIONAL COM A SAÚDE BUCAL

Tem hora que ao atendermos pacientes reclamando de alguma dor de dente, coincide deles falarem que haviam passado por um momento de estresse emocional horas antes do dente começar a doer. Ou que a rotina está muito puxada. Qualquer que seja o motivo, se ele está ligado à saúde emocional de uma pessoa, com certeza o desequilíbrio desta saúde pode afetar a saúde bucal. Nas próximas linhas a gente te explica.   Entendendo um pouco o que acontece Não só na cavidade bucal, mas como em qualquer outra parte do corpo humano, os desequilíbrios psicológicos podem afetar as inconstâncias físicas, e o reverso também é possível. Se uma pessoa passa por estresse constante, o corpo dela estará liberando hormônios (hidrocortisona e cortisol), além de adrenalina. São substâncias que regulam o sistema imunológico, gerando efeitos pró-inflamatórios. Quando estes efeitos se juntam com uma má higiene bucal, o resto da história você já imagina um pouco, né.   O que o estresse pode causar na saúde bucal De um simples e passageiro inchaço a desconfortos mais graves, a saúde oral de uma pessoa que tem passado por estresse constante é coloca em cheque. Doenças periodontais, bruxismo (que pode desencadear enxaquecas, cefaléia e desgastes dos dentes), halitose, aftas, cáries e vários outros incômodos estão susceptíveis a surgirem. Isso sem falar quando o indivíduo necessita se medicar para combater o desequilíbrio emocional (casos de depressão, por exemplo) e os remédios afetam a produção de saliva, favorecendo a gengivite.   Como proceder para cuidar das duas saúdes Viver nos dias de hoje totalmente longe do estresse é algo complicado, a gente sabe. Ainda mais...
Troque os hábitos por um sorriso bonito

Troque os hábitos por um sorriso bonito

Todo clareamento dental (laser ou moldeira), exige no mínimo, 72h de alimentação especial, sem corantes e acidulantes. Diversas pessoas desistem do sorriso perfeito por acharem que irão passar fome, ou por não conseguirem ficar sem beber refrigerante, sucos, café ou fumar por alguns dias. Se você não sobrevive sem alguns alimentos como chocolate, chá, molho de tomate, etc, pode ser necessário uma reeducação alimentar antes do clareamento. Quais hábitos você está disposto a trocar por um sorriso bonito? Veja algumas “regras do clareamento”, e pense, quanto tempo eu consigo seguí-las? Não beber Não fumar Não tomar café e chás Não comer chocolate Não comer nada que tenha corante (inclui molhos prontos, vegetais e frutas) Consegue seguir essas regras por pelo menos 3 dias, você já pode fazer um clareamento!...
Sem saliva, sem saúde

Sem saliva, sem saúde

Você sabia que na terceira idade nosso organismo já não é como na juventude? A saúde bucal comprometida vai afetar diretamente a condição nutricional, o estado físico e mental do indivíduo, além de diminuir o prazer de uma vida social ativa. A diversidade de conceitos, circunstâncias de vida e até a falta de informação podem afetar a aceitação, a procura e a realização bem sucedida de um tratamento dentário. É de vital importância que a família esteja atenta a mudanças de hábito e necessidades alteradas no organismo e aspectos psicossociais do paciente idoso. A redução da capacidade gustativa associada ao doce, salgado, amargo e ácido é percebida a partir dos cinquenta anos e atinge em torno de 80% dos pacientes idosos. A produção da saliva auxilia em diversos processos bucais. Facilita a percepção do paladar, protege os tecidos bucais, lubrifica a mucosa, previne a desmineralização e aumenta a remineralização dos dentes. Com a idade as funções salivares são comprometidas com a redução dos pontos de sensibilidade das papilas gustativas, tornando o dia-a-dia do paciente idoso mais desagradável e consequentemente reduzindo sua qualidade de vida. Entre os fatores que provocam a “boca seca” e redução da produção de saliva, podemos citar as medicações para hipertensão, depressão, ansiolíticos, anticolinérgicos e anti-histamínicos; o mesmo acontece com pacientes em tratamentos com radioterapia e quimioterapia, que costumam secar as glândulas salivares, resultando em dieta pobre, má nutrição, diminuindo a interação social. A falta de lubrificação bucal pode também contribuir para o agravamento de cáries e da doença periodontal e a consequente perda óssea. Esse processo começa cedo, a partir dos 40 anos. Inicia-se um...