(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
DOENÇAS IDENTIFICADAS PELOS DENTISTAS

DOENÇAS IDENTIFICADAS PELOS DENTISTAS

Muito se engana quem acha que o dentista cuida só da saúde da boca e dos dentes. A cada consulta ele analisa o quadro clínico da saúde bucal e dela com o resto do corpo. Caso o profissional suspeite que exista algum desequilíbrio (glicose alta, baixa imunidade, etc), o dentista orienta o paciente da necessidade de procurar um médico. A saúde bucal anda junto com a saúde corporal, por isso hoje falaremos de algumas doenças que podem ser identificadas pelo médico dos dentes.   A saúde bucal reflete a saúde geral, e vice-versa Ao sentar na cadeira do dentista o paciente abre a boca e tem sua saúde como um todo diagnosticada. Como é comum as manifestações bucais aparecerem antes de sintomas característicos das doenças, a orientação do dentista de procurar um especialista acaba sendo uma medida preventiva. Buscando ajuda médica desde cedo, a probabilidade de um tratamento mais eficiente e de cura se elevam.   Algumas doenças vistas pelo dentista O número de enfermidades que um dentista consegue ver pela boca é grande e aqui vamos citar algumas para você saber. Entram na lista: aids, bulimia, câncer (vários tipos malignos), cirrose hepática, diabetes, papilomavírus humano (HPV), osteoporose, refluxo estomacal, clamídia, sífilis, gonorreia. Ter conhecimento da possibilidade de existência dessas doenças (algumas delas são graves) não é para gerar preocupações desnecessárias, mas sim a prevenção e o tratamento a tempo.   A vantagem de usar a câmera intra-oral Em algumas clínicas odontológicas a análise da saúde bucal do paciente é realizada utilizando uma câmera intra-oral, como é o caso da Mr. Clean. Aqui nós gostamos de usar a câmera...
NÃO PARTICIPE DO DESFILE DE DOENÇAS OUTONO/INVERNO

NÃO PARTICIPE DO DESFILE DE DOENÇAS OUTONO/INVERNO

As temperaturas caem e a imunidade das pessoas também caem. Isso porque as doenças de outono e inverno são enfermidades típicas da época, que acabam se espalhando e trazendo incômodos para todos nós. Como praticamos a filosofia de que prevenir é melhor do que remediar, se liga nas orientações que preparamos pra você curtir o friozinho da estação com muita saúde.   Por que aumentam as doenças respiratórias nessa época   Com o frio as vias aéreas (em resumo são: nariz, boca, garganta e pulmões) de muita gente irrita. Para piorar, a umidade relativa do ar cai e ocorre a inversão térmica (a poluição fica acumulada na atmosfera). Junte esses fatores às concentrações de pessoas em locais fechados e pouco arejados, usando roupas e cobertores de lã que ficaram guardados e acumularam poeira. O resultado é o aumento de doenças respiratórias mesmo.   Quais são as mais comuns   Nessa época do ano ocorrem muitos quadros de doenças respiratórias infecciosas, inflamatórias e alérgicas. As mais comuns são as infecções respiratórias, com destaque para a gripe e o resfriado. Uma observação importante é a diferença entre as duas: a gripe é causada somente pelo vírus influenza e é mais grave. Ela apresenta os sintomas do resfriado (causado por vários vírus) como coriza e corpo ruim, mais febre alta – pode deixar a pessoa acamada.   Há outras doenças que geram incômodos para as pessoas devido à transmissão que elas possuem: pela saliva quando o infectado fala, tosse ou espirra. Entram nesse grupo a pneumonia (que é um perigo enorme pois pode surgir de uma gripe mal curada), a tuberculose e...