(31) 3284-3223 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br

TEMPERATURAS BAIXAS, SORRISO SAUDÁVEL EM ALTA

TEMPERATURAS BAIXAS, SORRISO SAUDÁVEL EM ALTA

O frio costuma trazer não só as temperaturas mais baixas, ele traz também a possibilidade de desconfortos bucais. Para que certos sintomas não atrapalhem quem gosta de curtir o friozinho da estação (que este ano veio com uma intensidade maior), é bom ficar de olho nos cuidados citados a seguir. Ranger de dentes por causa de dor ou incômodo não dá, só em caso de bater uma brisa fria, né?

 

Desconfortos na boca e nos dentes em dias frios

A boca possui temperatura constante de 36ºC a 38ºC e no inverno a temperatura do ambiente cai bastante, atingindo 10ºC. Este fenômeno, chamado inversão térmica, pode gerar incômodos. As pessoas que não estão com lesão ou trauma nos dentes talvez sintam uma sensibilidade maior a ponto de terem que usar cremes dentais específicos.

Quem está com algum tipo de problema bucal tem mais chance de sofrer com o frio, afinal a tendência é que a temperatura baixa aumente os sintomas. Outras sensações comuns da época são quanto aos resfriados, gripes e sinusites que deixam a boca ressecada durante o sono – as sinusites podem provocar dores nos molares e pré-molares devido à possibilidade da inflamação atingir os seios maxilares, onde ficam estes dentes.

 

Cuidados com a saúde bucal no inverno

O ideal é não exagerar no consumo de certos tipos de bebidas e alimentos calóricos. Como o café, vinho e chás escuros possuem muitos pigmentos e geralmente são adoçados, eles costumam comprometer a saúde bucal (manchas, cáries, corrosão do esmalte e dores). Os carboidratos e chocolates também são os queridinhos da estação e também das cáries, devido ao aumento da microbiota oral que eles provocam.

Os dias frios fazem com que o corpo transpire menos, diminuindo a sede e aumentando a chance do corpo desidratar. Além disso, a boca seca reduz a produção de saliva e assim dificulta a lubrificação oral, favorecendo problemas bucais. Beber pouca água nessa época pode ainda deixar os lábios rachados (use manteiga de cacau ou protetor labial com filtro solar, só não pode é compartilhar o seu com os outros, nem com crianças, ok?).

 

Aproveite e faça um check-up nas férias

Os alertas e dicas não são para você deixar de aproveitar o inverno, pelo contrário: são para que você curta a estação com total saúde! E para finalizar os conselhos, temos que dizer sobre a oportunidade de fazer uma avaliação no dentista para saber como anda a sua saúde bucal e a da sua família (como as crianças estarão de férias, aproveite o tempo livre).

Fortalecer a saúde bucal é também fortalecer a saúde corporal, afinal ambas estão intimamente interligadas em nosso organismo. A importância de prevenir mais do que remediar é grande (você já conhece o nosso PAP – Programa de Acompanhamento Preventivo?), inclusive em se tratando da boca e dos dentes. Por isso não hesite em marcar uma avaliação com nossa equipe, marcando agora nas férias a família toda se prepara para sorrir para o segundo semestre do ano com saúde, beleza e alegria!

Você também pode gostar de:


O GOSTO RUIM QUE PODE TER UM BEIJO

O GOSTO RUIM QUE PODE TER UM BEIJO

Os dias de folia estão se aproximando e a contagem regressiva para o descanso e diversão já começou, a gente sabe. O que nem todo mundo sabe é que a famosa azaração, clima de paquera e “ficadas” (como dizem os jovens), o “beijar muito”, é um comportamento que pode ter algumas consequências inesperadas para a saúde bucal e até corporal. Sem querer privar ninguém da folia, mas sem também não deixar de aconselhar, seguem nossas orientações.   É o beijo que transmite doenças? Não, definitivamente não é (inclusive, beijar mexe com os músculos da face, com os batimentos cardíacos, diminui o hormônio do estresse e tem outros benefícios para a saúde; beijar é bom, né gente?). Mas, como nem tudo na vida são flores, o beijo é nada mais que uma troca de salivas. Se alguma das pessoas estiverem com vírus ou bactérias presentes na saliva, irá acabar contaminando a outra pessoa que não tem nada.   Principais doenças transmitidas pelo beijo Na possibilidade de contaminação de vírus, bactérias ou fungos pela saliva trocada durante o beijo, a gente torce para que a imunidade da pessoa infectada esteja alta e combata o ser estranho. Caso o micro-organismo vença a “batalha” contra nossas células de autodefesa, certas doenças podem se desenvolver na pessoa, como herpes labial, cárie, mononucleose, HPV, meningite, sífilis, hepatite A, candidíase, gripes ou resfriados, catapora, caxumba dentre outras.   Mononucleose, a “doença do beijo” Sem deixar de lado as doenças citadas, vamos falar um pouco mais da mononucleose, enfermidade que tem sido registrada com maior frequência e merece uma atenção a mais. Como dito, ela é contagiosa,...
Dentes de leite

Dentes de leite

Você sabia que a saúde bucal do bebê começa na barriga da mãe? O programa de acompanhamento preventivo (PAP), garante a orientação correta quanto a higiene bucal do bebê e etapas de evolução dos dentes de leite. Se você tem uma criança de 0 a 17 esse programa é ideal para você. A Mr. Clean preparou 9 dicas sobre os dentes de leite, veja: http://odontologiaesaudebh.com.br/pap-infancia/  ...
TRANSFORME SEU SORRISO NESTE SEMESTRE

TRANSFORME SEU SORRISO NESTE SEMESTRE

Quando falamos que o sorriso influencia no bem-estar de uma pessoa não é exagero. Mesmo que a personalidade de alguém seja de não sorrir muito, caso ela abra a boca para exprimir alegria ou graça e tenha algum desequilíbrio no sorriso dela, esta pessoa irá se sentir mal pois os outros vão reparar. É isto que acreditamos: o sorriso como cartão de visitas na imagem pessoal. Se você deseja melhorar o seu, se liga nas dicas a seguir.   Há uma necessidade ou vontade? Vamos direto ao ponto: você quer ou você precisa transformar o seu sorriso? Aqui na Mr. Clean gostamos de conversar com o paciente sobre todos os pontos que influenciam na saúde bucal (tanto em termos vitais quanto estéticos) dele. Nós o ajudamos a interpretar o momento de vida, que está ligado à faixa etária, para saber o que pode e deve ser feito. Atendemos pacientes de todas as idades: desde o bebê que caiu de boca no chão e quebrou o dentinho; ao adolescente que vai tirar o dente siso para depois colocar o aparelho ortodôntico; ou ao idoso que precisa trocar a prótese dentária ou colocar implante para melhorar a mastigação. Nosso compromisso é com sua saúde bucal e geral.   Tipos de tratamentos estéticos Graças a Deus e aos cientistas que não param seus estudos nunca, a Odontologia evoluiu e continua a progredir rumo ao bem-estar e conforto do ser humano. Para mudar um sorriso de uma pessoa, hoje existem tratamentos para todas as idades (alguns específicos à faixa etária, claro) capazes de alinhar e equilibrar o sorriso de uma pessoa. O que...
Vergonha do sorriso

Vergonha do sorriso

 Sem duvida esse é um assunto que incomoda. Deixamos de sorrir por que nos falta um, dois ou vários dentes. A vida segue e voltar a sorrir deixa de ser uma prioridade. NÃO ! NÃO ! NÃO ! Um sorriso bonito aumenta sua confiança e auto-estima, com uma carga dentária completa você vai se alimentar e digerir melhor os alimentos, e isso trará um a série de beneficios para todo seu sistema digestivo e nervoso. Na Mr. Clean você pode tratar de um dente perdido, da dentadura sem estabilidade, clarear os dentes,  resolver aquela ponte fixa ou móvel que não ficou como você gostaria. Volte a se alimentar de tudo, volte a falar de perto. Volte a fazer o que você ama! Aproveite o formulário e marque uma uma avaliação grátis, nosso compromisso é ajudar você! #sorrirfazbem  ...
DOENÇAS IDENTIFICADAS PELOS DENTISTAS

DOENÇAS IDENTIFICADAS PELOS DENTISTAS

Muito se engana quem acha que o dentista cuida só da saúde da boca e dos dentes. A cada consulta ele analisa o quadro clínico da saúde bucal e dela com o resto do corpo. Caso o profissional suspeite que exista algum desequilíbrio (glicose alta, baixa imunidade, etc), o dentista orienta o paciente da necessidade de procurar um médico. A saúde bucal anda junto com a saúde corporal, por isso hoje falaremos de algumas doenças que podem ser identificadas pelo médico dos dentes.   A saúde bucal reflete a saúde geral, e vice-versa Ao sentar na cadeira do dentista o paciente abre a boca e tem sua saúde como um todo diagnosticada. Como é comum as manifestações bucais aparecerem antes de sintomas característicos das doenças, a orientação do dentista de procurar um especialista acaba sendo uma medida preventiva. Buscando ajuda médica desde cedo, a probabilidade de um tratamento mais eficiente e de cura se elevam.   Algumas doenças vistas pelo dentista O número de enfermidades que um dentista consegue ver pela boca é grande e aqui vamos citar algumas para você saber. Entram na lista: aids, bulimia, câncer (vários tipos malignos), cirrose hepática, diabetes, papilomavírus humano (HPV), osteoporose, refluxo estomacal, clamídia, sífilis, gonorreia. Ter conhecimento da possibilidade de existência dessas doenças (algumas delas são graves) não é para gerar preocupações desnecessárias, mas sim a prevenção e o tratamento a tempo.   A vantagem de usar a câmera intra-oral Em algumas clínicas odontológicas a análise da saúde bucal do paciente é realizada utilizando uma câmera intra-oral, como é o caso da Mr. Clean. Aqui nós gostamos de usar a câmera...
A CHEGADA DOS PRIMEIROS DENTINHOS, E AGORA?

A CHEGADA DOS PRIMEIROS DENTINHOS, E AGORA?

Entenda como se dá esse processo e como os pais podem amenizá-lo para o bebê Se tem uma coisa que é capaz de conquistar todo mundo é o sorriso de um bebê. Com ou sem dentes, a expressão facial desses seres humaninhos é tão linda e fofa que desmonta qualquer um. Agora, pergunta para os pais se quando os dentinhos começam a aparecer o bebê fica só a sorrisos? No texto de hoje, você vai entender o que estamos falando. Quais dentinhos nascem primeiro? Nessa época de acompanhamento do bebê com o dentista pediatra, é sempre bom saber quais dentes aparecem primeiro na boca. Normalmente, nascem primeiro os incisivos centrais de baixo, depois os dois correspondentes de cima, em seguida vêm os que ficam ao lado e por último os segundos molares (os do fundo da boca).   Há um período específico para o nascimento? Não há. O comum é o primeiro dentinho surgir por volta dos 6 meses (em alguns bebês surge aos 3 meses ou 12 meses). Como o crescimento e desenvolvimento da dentição, tanto de leite quanto permanente, está ligada a vários fatores, como o genético, por exemplo, é super normal ocorrer essa variação. Ao completar três anos, o baby precisa já ter todos os 20 dentes de leite (essa nomenclatura surgiu, pois eles são mais claros que os dentes permanentes, ou seja, são brancos como o leite).   O que fazer com os sintomas que o neném sente? É comum que durante a fase de crescimento dos dentes decíduos (de leite), o bebê tenha sintomas desagradáveis que refletem o desenvolvimento da dentição que está sendo...