O aleitamento materno é um hábito vital para o recém-nascido, saiba os porquês

 

Falar sobre a saúde bucal dos bebês é um assunto que amamos, e por isso vamos falar da importância da amamentação no desenvolvimento do rostinho deles. Por incrível que pareça, quando o bebê se alimenta do leite materno diretamente no seio da mãe, ele está contribuindo para a formação de sua própria face. Olha só que interessante.

 

Benefícios gerais da amamentação

 

São diversos os benefícios que ela gera, como desenvolvimento do sistema imunológico do bebê (evitando alergias, anemia, doenças futuras, cólicas) assim como da mãe (o risco de câncer de mama é diminuído), aumento do laço afetivo. Queremos dar destaque para o estímulo que este hábito provoca no crescimento e desenvolvimento correto da musculatura oral do bebê. Ou seja, todo a formação facial é aprimorada pelo aleitamento materno, inclusive o desenvolvimento da fala. Fantástico, não é?

 

Aleitamento materno é um exercício para o bebê

 

Ao mamar diretamente no seio materno, o bebê faz a primeira ginástica facial que lhe é capaz, o que estimula corretamente os ossos do rostinho dele. Desta forma a face e a dentição crescem em harmonia, facilitando uma boa oclusão dos dentes (o que evita a necessidade de tratamentos ortodônticos e extrações no futuro). Já o bebê que só se alimenta pela mamadeira a oclusão e posicionamento dentário não serão bons, afetando o crescimento dos dentes de leite e dos permanentes.

 

Bebês preparados para a mastigação

 

O movimento de sucção do leite materno é um preparo para quando o bebê tiver que se alimentar de comida sólida, ou seja, mastigar. Assim que a fase do aleitamento materno acaba, a mastigação correta continuará a missão de exercitar os ossos e músculos do rosto. Uma criança que só ingere leite pela mamadeira acostuma-se com uma dieta mole e doce (facilitando a cárie de mamadeira), além de criar barreiras contra a mastigação.

 

Amamentação no seio previne cáries

 

O ideal é que todo bebê mame no peito da mãe principalmente nos 6 primeiros meses de vida. Quanto maior for o tempo de aleitamento materno, melhor pra saúde da criança, que terá menos chances de crescer com arcada superior estreita, mordida aberta, queixo pequeno ou falta de espaço entre os dentes.

A correta formação dos ossos da face influenciam nas vias respiratórias, prevenindo que o bebê respire pela boca. O que é importante, pois se a criança respira pela boca, os dentes ressecam, as gengivas inflamam, os maxilares e dentes são afetados, aumentando o risco de surgirem cáries.

Não adianta, está tudo interligado! A saúde bucal está ligada à saúde corporal, principalmente nos bebês que estão com o corpo em formação. Nos casos em que a amamentação diretamente pela mãe não for possível ou ocorrer em um período muito curto, o acompanhamento de ortopedia facial (especialidade da odontologia que cuida do desenvolvimento ósseo) à medida que a criança cresce é essencial.

Então se você vai ser mãe ou conhece outras mamães que estão perto de dar à luz, não deixe de comentar sobre a amamentação, hein? Desejamos um domingo cheio de sorrisos e um forte abraço da equipe Mr. Clean para todas as mamães pela data!