A gente sabe que entre os tipos de consultórios existentes, o de dentista é um dos mais temidos. E na maioria das vezes o motivo é justamente o medo de ir tratar os dentes, de colocar implante dentário ou a prótese dentária.

O corpo automaticamente se contrai, as mãos transpiram, a voz falha e a respiração fica ofegante, a boca fica seca e há quem até fique pálido de tanto nervosismo.

O ato de evitar consultórios odontológicos por causa do barulho dos instrumentos, do cheiro  ou do pavor de sentir muita dor ou incômodo na boca pode trazer consequências graves para o corpo que na maioria das vezes poderiam ser evitadas. 

O melhor é buscar entender o que está causando tanto receio para conseguir vencê-lo e assim cuidar da saúde bucal. Aproveite, nas próximas linhas, para entender um pouco mais sobre o assunto e até orientar quem também sofre evita ir ao dentista. 

Odontofobia

É normal, ok? Tem gente que tem medo de agulha, de altura, de viajar de avião, de nadar, medo de elevador e por aí vai. É tanto receio em uma intensidade tão grande de fazer algo, que vira fobia. 

E em relação à fobia de dentista, estudos divulgados pela Associação Americana de Odontologia já indicaram que entre 10 adultos, 3 deles possuem o pavor de ir ao consultório odontológico. 

No caso do Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já evidenciou que mais de 55% dos brasileiros não consultam no dentista todos os anos, o que dificulta a prevenção de problemas bucais e  outras doenças. 

Uma maneira de identificar quem possui fobia ao dentista (sem entrarmos aqui nas questões de acessibilidade financeira e características específicas de cada organismo) é avaliar a saúde bucal do paciente. 

Se o diagnóstico indicar que é uma pessoa com muitas doenças periodontais que atingem a gengiva e o osso, com perda precoce de dentes e que assim precisa colocar implantes dentários, as chances desta pessoa ter vergonha de sorrir ou de manter a boca parcialmente fechada ao falar são grandes. 

Há casos de pessoas que têm a autoestima afetada devido à vergonha do sorriso que possuem. 

Ansiedade ou fobia?

Estas duas palavras podem parecer que são sinônimas e indicam a mesma coisa, porém possuem significados diferentes. A ansiedade odontológica provoca desconforto nos pacientes na hora da consulta, se preocupam em excesso e podem até chegar a sentir algum medo. 

Já a odontofobia, o medo é super intenso que chega a ser pavor e as pessoas que a possuem sentem pânico, simplesmente não raciocinam direito de tanto terror que é ir ao dentista. Fazer implante de dente, por exemplo, parece ser uma tortura para alguns, infelizmente. 

Causas do medo de dentista

As causas variam mas já conseguiram ser mapeadas e descobertas pelos cientistas. O medo de sentir alguma dor ao ir ao dentista é um dos motivos principais em adultos de 24 anos ou mais que evitam o consultório. 

São gerações, portanto, que já conhecem como funcionam os procedimentos de saúde bucal e assim já passaram por alguns que ainda eram menos avançados e mais doloridos, criando lembranças desconfortáveis nos pacientes. 

Outro motivo é o sentimento de desamparo e perda do controle. Quando as pessoas se sentam na cadeira do dentista e abrem a boca, a sensação de impotência surge, afinal elas não conseguem ver o que é feito para tratar os dentes, gengiva, língua e bochecha

É uma situação que realmente causa ansiedade porque precisa se depositar muita confiança nos profissionais que farão o tratamento bucal e além disso ficar sentindo os desconfortos: cospe excesso de saliva, excesso de água, tem o caninho da ventilação, o dentista puxa mais a bochecha e insere um espelhinho… A gente reconhece que é algo delicado sim, nós entendemos. 

Vergonha ou constrangimento é o terceiro porquê de algumas pessoas possuírem tanto pavor e de evitarem o consultório e clínicas odontológicas. A boca é uma parte íntima do corpo humano. Tanto que uma das demonstrações de afeto e envolvimento é o beijo, não é mesmo? 

Certas pessoas têm dificuldade em ter outra pessoa olhando e mexendo na boca delas, profissionais às vezes ficam a poucos centímetros do rosto para aplicar medicamentos e mexer nos dentes. 

Se o sorriso estiver com manchas, quebras, desalinhamentos e outros tipos de falhas, aí é que a vergonha virá com certeza. 

Como enfrentar este medo

Conseguir identificar a origem do pavor de dentista é um primeiro e importante passo. Não é sempre fácil identificar, nós sabemos, mas é válido o paciente tentar entender melhor o que ele sente. É alguma lembrança ruim que foi dolorosa? O profissional que o atendeu foi mal educado e pouco empático? O pós-operatório teve complicações? 

Aqui na Mr. Clean nós tentamos conversar ao máximo com os pacientes, ouvindo o que aconteceu para identificar e deixar a pessoa mais confortável e tranquila. 

Neste tipo de diálogo que criamos com os pacientes, tentando entender o histórico que ele teve para poder tratar dos dentes, mostramos o quanto é essencial cuidar da saúde bucal, assim como a corporal e a mental. 

Aproveitamos o momento para tirar todas as dúvidas que as pessoas possuem (sim, não fique acanhado aqui com a gente, pergunte o que sentir vontade sobre os tratamentos) e até para mostrar o quanto a tecnologia tem evoluído para deixar a Odontologia cada dia mais agradável e menos invasiva. 

Caso seja necessário, existem também técnicas de relaxamento que trabalhamos aqui na Mr. Clean que vão desde a conversa para acalmar, para treinar a respiração e até ouvir música para desfocar a atenção no medo em excesso. 

Se estes métodos não funcionarem com o paciente, o especialista em Odontologia pedirá orientação médica para receitar algum ansiolítico para o dia das consultas. Buscamos o bem-estar em primeiro lugar dos nossos pacientes. 

Mesmo que a gente mostre a importância da saúde bucal para a saúde como um todo e até a própria autoestima, só realizamos procedimentos quando percebemos que os pacientes estão se sentindo seguros e confortáveis. 

E o medo de colocar implante dentário, como faz?

Com certeza o medo de fazer o tratamento de implante de dente é um dos mais frequentes. A própria ideia, em si, de implantar algo na gengiva, no caso outro dente, é de causar um pouco de receio em qualquer pessoa, afinal já vem a dúvida se será um procedimento sofrido, doloroso e totalmente eficaz.

A Mr. Clean é uma clínica de implante dentário localizada em Belo Horizonte – no Centro da capital mineira, de fácil localização e acesso – que preza muito pelo bem-estar dos pacientes. 

Portanto, se nossos profissionais cirurgiões dentistas percebem que a/o paciente está insegura(o) quanto ao tratamento, seja implante dente da frente ou outro tipo de procedimento, a conversa para tirar as dúvidas e tranquilizar a pessoa continua até que tudo fique mais tranquilo de ser feito, sem medo e com total otimismo. 

Agende uma avaliação com um dos nossos especialistas e transforme sua vida!