(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
Rua dos Tupis, 38 - Conj. 802
Centro - Belo Horizonte MG

COMO TRATAR A SENSIBILIDADE DOS DENTES

COMO TRATAR A SENSIBILIDADE DOS DENTES

Tomar um picolé, um sorvete ou uma bebida gelada pode acarretar em um sintoma que é muito comum: a sensibilidade dos dentes. Agora nessa época do verão, que a vontade por algo refrescante é rotineira, nem se fala. E você sabe ao certo por que os dentes ficam sensíveis e o que é preciso fazer para cuidar nestes casos? Nas próximas linhas a gente explica, chega mais!

 

Causas de um dente sensível

Primeiro é importante saber que esta não é a mesma sensibilidade quando se faz um clareamento dentário (tratamento estético que branqueia os dentes), ok? A hipersensibilidade dental pode ocorrer devido a fatores como cárie dentária ou doenças gengivais, situações em que são tratadas e os incômodos somem ao longo do tratamento.

Já a maioria dos casos de dentes sensíveis é porque a parte mais macia e interna do dente, a dentina, fica exposta a estímulos externos (algo muito frio ou muito quente) que ativam os nervos do centro do dente, gerando uma dor aguda breve. Alimentos e bebidas altamente ácidos, uso de escovas duras ou escovação muito forte, retração da gengiva que deixa a raiz do dente mais exposta, bulimia ou refluxo gastroesofágico são fatores que predispõem a exposição da dentina.

 

Os tratamentos existentes

Ao sentir que os dentes estão mais sensíveis, é importante procurar um dentista para ele avaliar a causa real (como dissemos, excluir a possibilidade de cárie ou doença gengival). Dependendo do quadro clínico, o profissional vai orientar procedimentos na rotina do paciente para resolver o problema: usar uma escova de cerdas macias, uma pasta de dente própria para a sensibilidade dos dentes e não escovar com muita força (isso aumenta a abrasão do esmalte do dente).

Nos casos em que o dentista identificou a necessidade de realizar algum procedimento a ser realizado na clínica, além das orientações de mudança na higiene bucal do paciente, poderão ser feitos laser terapêutico ou aplicações (de agente fixador, de espuma ou gel de flúor, de verniz de flúor). São tratamentos que variam de pessoa para pessoa e que precisam ser mantidos com a limpeza bucal feita corretamente (para não perder os resultados).

 

Prevenção que vale a pena

Fazer as visitas regulares ao dentista é uma medida que ajuda a prevenir a hipersensibilidade nos dentes (é claro, antes do problema ocorrer o profissional vai identificar a tendência ao desequilíbrio e vai orientar o que fazer para evitar). Nossos pacientes que seguem o PAP, Programa de Acompanhamento Preventivo, estão sempre de olho na saúde e bucal e têm menos chance de terem dentes sensíveis.

Outra atitude é maneirar na ingestão de alimentos e bebidas ácidas que contribuem para a erosão do esmalte e desgaste do dente, como frutas ácidas, refrigerantes, café, chá preto, vinho, ketchup ou molho de salada. Ter uma higiene bucal correta, com a escova, pasta de dente e fio dental certos e fazendo os movimentos ideais (sem colocar força demais na escova na hora da limpeza), é outra medida que previne a sensibilidade.

Esperamos que este texto tenha te deixado mais informado sobre o assunto e que você consiga ter um sorriso livre da hipersensibilidade. Não tente diagnosticar o problema das dores agudas nos dentes sozinho, só o dentista pode ver se é algo sério ou não. Na dúvida, marque um horário com a equipe da Mr. Clean, você vai adorar conhecer a gente!
Palavras-chave: sensibilidade, dentes sensíveis, tratamento hipersensibilidade, bebida gelada, dor aguda, esmalte do dente.

Você também pode gostar de:


NÃO PARTICIPE DO DESFILE DE DOENÇAS OUTONO/INVERNO

NÃO PARTICIPE DO DESFILE DE DOENÇAS OUTONO/INVERNO

As temperaturas caem e a imunidade das pessoas também caem. Isso porque as doenças de outono e inverno são enfermidades típicas da época, que acabam se espalhando e trazendo incômodos para todos nós. Como praticamos a filosofia de que prevenir é melhor do que remediar, se liga nas orientações que preparamos pra você curtir o friozinho da estação com muita saúde.   Por que aumentam as doenças respiratórias nessa...
SAIBA COMO SE PREVENIR DA HALITOSE

SAIBA COMO SE PREVENIR DA HALITOSE

O que é essa tal de halitose? Entenda! Mesmo que o termo pareça ser nome de doença, a halitose nada mais é que o mau hálito, o incômodo que alguns sentem quando abrem a boca para falar ou respirar. É um assunto considerado meio que um tabu, pois há pessoas que sabem que têm, as que acham que que têm e as que não sabem que têm (é um...
A pouco falada Odontologia do Esporte

A pouco falada Odontologia do Esporte

No clima que o Brasil viveu de Olimpíadas e agora com as Paralimpíadas, é comum pensarmos na saúde de ouro que um atleta precisa ter para auxiliá-lo na conquista de uma medalha. O que poucas pessoas refletem é que todo o corpo precisa estar saudável, inclusive a boca e os dentes. A seguir, falaremos um pouco sobre o assunto. O que é a Odontologia do Esporte Um atleta profissional...
Fio dental sem mistério

Fio dental sem mistério

O fio dental faz bem? Um estudo feito com gêmeos provou que o uso do fio dental, associado com a escovação dos dentes e da língua, reduz significamente a presença de micro organismos causadores das cáries. Procure seu dentista e consulte-o sobre a melhor maneira de usar o fio dental; se você usa ou não aparelho,  ele vai te dar ótimas dicas para facilitar sua higienização. Veja 4 benefícios...
Sua Boca, sua Saúde

Sua Boca, sua Saúde

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM PNEUMONIA NOSOCOMIAL? Hoje alertamos para a pneumonia nosocomial que acomete grande parte dos pacientes entubados, tanto, em ambiente hospitalar como doméstico. A incidência de bactérias colonizadoras e oportunistas que se alojam na cavidade bucal, tem relação direta com a causa de doenças pulmonares e cardíacas, entre outras. A pneumonia nosocomial é a segunda infecção hospitalar mais comum e a causa mais frequente de morte...
DISTÚRBIO DO SONO EM CRIANÇAS

DISTÚRBIO DO SONO EM CRIANÇAS

Com o início do segundo semestre letivo do ano, o acompanhamento do desempenho escolar das crianças e adolescentes pode levantar questões sobre a capacidade de concentração deles. Um ponto a ser verificado pelos pais e responsáveis, com o auxílio de uma equipe médica específica (incluindo dentista), é se eles sofrem com o distúrbio do sono. Não sabe o que é este desequilíbrio? Vem que a gente te explica agora....