No post anterior explicamos sobre a Odontologia do Esporte, área que trata a saúde bucal de um atleta profissional. Hoje é Dia do Cliente e relacionaremos um pouco a Odontologia do Esporte com um assunto muito importante, falaremos sobre a endocardite, doença de causa bacteriana que já levou atletas profissionais e não profissionais à morte, infelizmente. Confira abaixo o que fazer para evitá-la.

Como ela ocorre
A chamada endocardite bacteriana acontece quando uma bactéria atinge a válvula do coração ou do endocárdio, ou seja, o músculo do coração. No local onde a bactéria se aloja, ela passa a criar um ninho, o que gera uma destruição gradativa da válvula do coração, além de se espalhar para o resto do corpo, podendo afetar qualquer parte. As pessoas que possuem problema congênito na formação do endocárdio ou que já sofreram com alguma alteração na válvula do coração, têm grandes chances de desenvolver a doença. Sem estas características, fica mais difícil da bactéria alojar no coração e ali criar uma colônia de bactérias por causa da velocidade normal do fluxo sanguíneo, que acaba “limpando” o local.

A relação dela com a odontologia
Vários agentes vivem na boca, alguns deles em plena harmonia, outros nem tanto. Quando algum destes agentes – como por exemplo a bactéria da cárie ou a bactéria que causa doença periodontal – entram no organismo e chegam até o coração que é vulnerável (endocárdio ou válvula sensíveis), acontece a endocardite bacteriana. Portanto, a causa da doença está diretamente ligada ao descuido com a saúde bucal.

É ideal que antes de realizar tratamentos dentários mais invasivos alguns pacientes façam uma aplicação preventiva, sob orientação do dentista, de antibióticos para evitar possíveis infecções. Intervenções odontológicas mais complexas (raspagem, exodontia, tratamento de canal dentre outras) como também lesões bucais que precisam ser tratadas deixam uma “porta aberta” para a entrada das bactérias no organismo, o que é perigoso e um facilitador para o desenvolvimento da endocardite bacteriana.

Como prevenir
Tanto os atletas profissionais, os atletas não profissionais e os não atletas, é importante que façam um acompanhamento com o cardiologista para detectar alguma anormalidade no coração. Certos defeitos do órgão são imperceptíveis e não impedem a prática de atividade física, portanto é importante saber se o coração apresenta algo de diferente.

Outra atitude importantíssima a ser tomada é o cuidado com a saúde bucal, fazer uma escovação correta dos dentes, utilizar o fio dental com frequência para retirar melhor os resíduos de alimentos e ter acompanhamento frequente de um dentista para ele identificar qualquer tipo de irregularidade (tártaro, placa bacteriana, cárie, gengivite etc) é essencial.

Agradecemos todos os nossos pacientes pela confiança e parceria. Vocês estão de parabéns por já terem se engajado na causa principal da Mr. Clean: a prevenção da saúde bucal. Aos que já se engajaram em nossa causa fica aqui nosso muito obrigado e aqueles que ainda não conhecem o PAP (Programa de Acompanhamento Preventivo), estão mais que convidados para conhecerem e começarem uma vida com mais saúde bucal desde já! 😉