(31) 3224-7378 / (31) 98623-9711 (whatsapp) - contato@odontologiaesaudebh.com.br
Rua dos Tupis, 38 - Conj. 802
Centro - Belo Horizonte MG

A saúde bucal dos diabéticos

A saúde bucal dos diabéticos

Já ouviu falar que as pessoas diabéticas precisam ter cuidado redobrado com a saúde bucal?

Implante dentário em Belo Horizonte

Isso está cientificamente comprovado e vale a pena ser sempre falado com os pacientes, afinal um diabético tem maior propensão de desenvolver doenças gengivais, como também cardíacas, acidentes vasculares encefálicos e doenças renais.

Em relação à saúde da boca e dos dentes a gente explica nas próximas linhas.

Primeiramente, o que é diabetes?

Doença que acomete pessoas no mundo inteiro, o diabetes é uma síndrome ligada ao metabolismo corporal, cuja origem é múltipla relacionada à falta ou incapacidade da insulina não trabalhar de forma correta no sangue.

Como o diabetes muda por completo o metabolismo do indivíduo, o paciente precisa mudar seus hábitos de vida para conseguir preservar a sua saúde.

Entendendo a relação saúde bucal e diabetes

Quem tem diabetes possui uma alta concentração de glicose no sangue (facilitando o desenvolvimento de bactérias), condição que se associada ao acúmulo de restos de comida na boca favorece o surgimento da cárie.

Uma pessoa que não realiza a higienização correta após as refeições (escovação completa e uso de fio dental), tem chances também de ter gengivite, periodontite, infecção e cicatrização tardia, disfunção da glândula salivar, infecção por fungos, desajuste no paladar e outros desequilíbrios na cavidade oral.

E o pior ainda pode ocorrer: caso o paciente diabético não consiga controlar os níveis de glicose no sangue, as doenças gengivais infelizmente podem se agravar.

O motivo é que assim como qualquer infecção que acaba elevando o nível de açúcar no sangue, as doenças gengivais podem atuar desta maneira também, aumentando a glicose e dificultando o controle do diabetes.

Cuidados bucais que o diabético precisa ter

Dois grandes objetivos que um diabético precisa ter: o primeiro é o de controlar o nível de glicose no sangue e o segundo é cuidar bem da gengiva e dos dentes.

Como o indivíduo conseguirá atingir estes objetivos? Por meio da manutenção de bons hábitos diários, como:

  1. não fumar (a nicotina aumenta em até cinco vezes o risco de infarto em diabéticos);
  2. evitar açúcares e carboidratos;
  3. manter a saúde bucal equilibrada;
  4. controlar a ansiedade e depressão (fazendo acompanhamentos com psiquiatra, psicólogo ou terapias alternativas com profissionais responsáveis – nutricionistas, massagistas, terapeutas etc);
  5. praticar atividade física leve para controlar a glicose.

O paciente diabético precisa realizar acompanhamento frequente com médicos e dentistas, fazendo exames a cada seis meses.

O dentista precisa saber sobre qualquer alteração no estado da saúde do corpo, além dos medicamentos usados.

Implante dentário em Belo Horizonte

Se o açúcar no sangue não estiver controlado, é necessário de um atendimento médico com risco cirúrgico para poder liberar a realização de qualquer procedimento dentário (como implante ou cirurgias gengivais, por exemplo).

Controlando a glicose, automaticamente se controla e evita a boca seca, um dos sintomas do diabetes.

Após ler este texto, comente sobre este assunto com seus familiares ou amigos: os que têm a doença para reforçarem os cuidados e os que não têm, para prevenir que ela apareça.

Quanto maior for o nível de prevenção proporcionada por uma vida repleta de bons hábitos diários, maiores serão as chances de todos sorrirem pra vida sem preocupação e diabetes!

Você também pode gostar de:


Avós cuidadores. Amor preventivo

Avós cuidadores. Amor preventivo

As exigências cada vez maiores na luta pela sobrevivência, e a premente necessidade de buscar o mínimo de qualidade de vida para suas famílias, os pais muitas vezes se vêm obrigados a recorrer à ajuda abençoada dos avós. E estes fazem em sua grande maioria o papel de educadores. Frequentemente os problemas odontológicos na primeira infância, são oriundos de falta de informação e maus hábitos praticados no passado. Relatamos...
5 PERGUNTAS IMPORTANTES SOBRE A GENGIVITE

5 PERGUNTAS IMPORTANTES SOBRE A GENGIVITE

Gengiva mais inchadinha, doendo na hora de comer algo ou, principalmente, de escovar os dentes. E quando sangra e você cospe na pia a espuma da pasta de dente avermelhada, num dá uma certa preocupação? Pois saiba que se cuidar para evitar ou então tratar direitinho com o dentista, a Gengivite não vira um problema maior capaz de atrapalhar sua rotina. Se liga nas cinco perguntas que preparamos no...
POR QUE TER DENTES LIVRES DO BRUXISMO

POR QUE TER DENTES LIVRES DO BRUXISMO

Um distúrbio odontológico que ainda acomete milhares de pessoas em todos os países é o Bruxismo. Diferente do que muitos creem ser, somente a dor nos dentes ou dores de cabeça e mandíbula, ele pode ter consequências sérias se não for tratado da maneira que precisa, aumentando ainda mais a “dor de cabeça” do paciente, no sentido figurado da expressão. Então se informe melhor com este texto e oriente...
Protegido: Tudo o que você precisa saber sobre o nascimento dos dentes de leite

Protegido: Tudo o que você precisa saber sobre o nascimento dos dentes de leite

Os dentes provisórios, também chamados de dentes decíduos ou dentes de leite (pela sua cor mais branca), sempre serão um mistério para os pais, especialmente para os “marinheiros de primeira viagem”. É importante observar a ordem com que eles nascem e se estão se desenvolvendo da forma correta. Leia, neste artigo, tudo o que você precisa saber sobre o nascimento desses dentes. Confira! Fase de mudanças A erupção dos...
Endocardite Bacteriana: Cuide do seu Coração

Endocardite Bacteriana: Cuide do seu Coração

No post anterior explicamos sobre a Odontologia do Esporte, área que trata a saúde bucal de um atleta profissional. Hoje é Dia do Cliente e relacionaremos um pouco a Odontologia do Esporte com um assunto muito importante, falaremos sobre a endocardite, doença de causa bacteriana que já levou atletas profissionais e não profissionais à morte, infelizmente. Confira abaixo o que fazer para evitá-la. Como ela ocorre A chamada endocardite...
Sem saliva, sem saúde

Sem saliva, sem saúde

Você sabia que na terceira idade nosso organismo já não é como na juventude? A saúde bucal comprometida vai afetar diretamente a condição nutricional, o estado físico e mental do indivíduo, além de diminuir o prazer de uma vida social ativa. A diversidade de conceitos, circunstâncias de vida e até a falta de informação podem afetar a aceitação, a procura e a realização bem sucedida de um tratamento dentário....